PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Alheio a "cornetas", Roger vê Nenê importante no Fluminense e faz elogios

Nenê comemora gol pelo Fluminense contra o Bragantino na Copa do Brasil - Diogo Reis/AGIF
Nenê comemora gol pelo Fluminense contra o Bragantino na Copa do Brasil Imagem: Diogo Reis/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

11/06/2021 04h00

O "vovô está on" e, ao que tudo indica, se tornou importante no esquema tático desenhado por Roger Machado no Fluminense. Um dos mais experientes do elenco, aos 39, Nenê foi titular em boa parte das partidas desta temporada, mas não chega a ser uma unanimidade entre a torcida tricolor. Em meio a testes e mudanças para o técnico implementar "digitais", o meia ainda é pouco ameaçado.

Foi do camisa 77 o gol que garantiu a classificação do Flu às oitavas de final da Copa do Brasil, na derrota por 2 a 1 para o Red Bull Bragantino. Foi o terceiro gol nesta temporada, sendo o primeiro contra o Macaé, pelo Carioca, e o segundo contra o River Plate, na Argentina, em jogo que assegurou a classificação do Tricolor na Libertadores, e em primeiro do grupo.

Enquanto isso, Cazares, que chegou no "pacotão" para a competição sul-americana, tenta incomodar e levar dor de cabeça à comissão técnica na escolha da formação — esteve em campo em 13 situações, sendo titular em quatro partidas. Ganso, por sua vez, iniciou 2021 em uma posição diferente e, em entrevista ao UOL Esporte, demonstrou intenção de atuar um pouco mais à frente.

As opções ofensivas fazem a torcida pedir por mudanças. Nenê, até aqui, esteve em campo em 17 oportunidades, sendo titular em 16, mas foi substituído em 15. Saiu do banco no duelo com o Junior Barranquilla, no Maracanã, pela Libertadores.

Roger, porém, se mostra alheio às manifestações e indica que a escolha pelos 11 que entram em campo se baseia no que avalia no dia a dia. O comandante tricolor faz elogios ao meia e lembra que ele consegue cumprir a função apesar da idade avançada.

"Por vezes, o que o torcedor fala é opinião, as nossas avaliações internas são técnicas e táticas, o que o jogador pode render. Ainda mais nesse modelo que passamos a atuar nos últimos jogos. Embora com seus 39 anos, o Nenê tem um limiar muito alto, em nenhum momento deixa de correr ou de fazer as funções táticas que são importantes para essa função", disse ele, após a derrota para o Red Bull Bragantino.

"A todo momento que tira um volante da linha para dar combate, é ele que compõe com o Martinelli e não permite que o adversário entre no nosso campo. Em posse de bola, ele também dá ritmo. Muitas vezes, não é só acelerar, a retenção da bola também é importante para os atletas chegarem no centro de jogo. E muitas vezes ele vai nos ajudar com finalização, bola parada... Por vezes, não consigo alcançar a dimensão das manifestações dos torcedores, mas entendo que é opinião. Nossa avaliação é muito mais tática".

Negociação por Ronaldo

O Fluminense ainda está no mercado e avalia a chegada de novos nomes. Um deles é o do volante Ronaldo, que tem contrato com o Flamengo próximo do fim. O jogador trabalhou com Roger Machado entre 2019 e 2020, quando esteve emprestado ao Bahia, e pode se tornar mais uma opção para o meio de campo.

Fluminense