PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cuca justifica força máxima contra o Remo: 'Copa do Brasil aplica peças'

Cuca se precaveu, mudou de opinião por causa de zebras, e escalou o que tinha de melhor contra o Remo - Pedro Souza/Atlético-MG
Cuca se precaveu, mudou de opinião por causa de zebras, e escalou o que tinha de melhor contra o Remo Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

10/06/2021 22h06

Classificação e Jogos

O técnico Cuca na última semana sinalizou que escalaria um time misto contra o Remo na partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, tendo em vista que tinha boa vantagem por ter vencido o jogo de ida por 2 a 0. Entretanto, diferentemente daquilo que havia previsto, o treinador colocou o que tinha de melhor à disposição na partida de hoje (10), que acabou com a vitória por do Galo por 2 a 1.

A mudança de planos do treinador aconteceu pelas zebras recentes, como o CRB que eliminou o Palmeiras, o ABC tirando a Chapecoense, o Cruzeiro eliminado pela Juazeirense, por exemplo. Como é bastante supersticioso, o comandante alvinegro não quis dar mole para o azar.

"Não cravei, sinalizei [time misto]. Ontem, vocês viram o que aconteceu, quantos times que ficaram fora da competição, clubes importantíssimos no cenário, porque essa Copa do Brasil ela aplica peças, surpresas. Pesei muito em relação a tudo isso, não é por que você tem uma vantagem de 2 a 0 que está definido. A prova é a qualidade que o adversário teve", explicou o supersticioso Cuca.

O técnico alvinegro valorizou a vitória de seu time elogiando o adversário. Para ele, o Remo foi um time bem organizado durante a partida no Mineirão.

"É um time de Série B o Remo, mas muito organizado, muito ajustado, que joga o jogo e nos deu bastante trabalho. Resolvi colocar praticamente força máxima e durante o jogo, tirando o pessoal para dar uma preservada. Foi essa a ideia, acredito que ela tenha sido bem executada. A gente conseguiu a vitória, jogamos muito bem na minha opinião, apesar de um placar magro, um 2 a 1. Demos três bolas na trave, criamos muitas chances e poderíamos ter tido um trabalho menos difícil. 2 a 1 fica perigoso sempre até o finalzinho", comentou.

O Atlético-MG venceu os dois jogos contra o Remo. Na semana passada fez 2 a 0, em Belém, e hoje mais dois gols, só que sofrendo um, em Belo Horizonte.

"Importante que nós vencemos. Essa equipe do Remo, ela jogou 18 jogos neste ano, perderam só as duas para nós. Valorizar essa classificação e valorizar o adversário, que deu trabalho para nós", afirmou.

Agora o Galo fixa suas atenções no jogo do fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Na terceira rodada da competição, o time de Cuca enfrentará o São Paulo, no Mineirão, neste domingo (13), às 16h. Será o duelo da escola brasileira com a argentina, já que Hernán Crespo é o atual comandante do Tricolor Paulista.

O Atlético-MG é o nono colocado no Brasileirão, com três pontos em dois jogos, e o São Paulo é o 15º com apenas um ponto em duas partidas.

Atlético-MG