PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Excesso de trocas gera críticas e Inter quer sequência no time de Ramírez

Edenilson é um dos jogadores que foi titular mais vezes com Miguel Ángel Ramírez no Inter - Ricardo Duarte/Inter
Edenilson é um dos jogadores que foi titular mais vezes com Miguel Ángel Ramírez no Inter Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

09/06/2021 12h00

Classificação e Jogos

As repetidas trocas na escalação do Inter, seja por preservação ou por necessidade, geraram críticas internas. Depois da goleada sofrida contra o Fortaleza, a direção não escondeu que pretende que Miguel Ángel Ramírez dê sequência a um time titular.

Na ocasião, o Inter poderia repetir a escalação pela primeira vez sob comando do técnico. Mas, na divulgação do time ele surpreendeu promovendo sete alterações em relação ao jogo anterior, contra o Vitória.

Depois da partida, Ramírez disse que sempre tenta escalar os jogadores que competiriam melhor. Ainda alegou que pensou na partida de mata-mata seguinte, nesta quinta (10), contra o mesmo time baiano, pela Copa do Brasil.

Mas a justificativa não atendeu os anseios do comando. O vice de futebol João Patrício Herrmann foi claro ao dizer que houve "planejamentos equivocados" para o jogo.

Em conversa com a comissão técnica, a direção solicitou que as alterações não ocorram mais desta maneira, que sejam medidas e apenas quando houver real necessidade.

Ramírez jamais repetiu um time no comando do Inter, e não será dessa vez. Com a perspectiva de retorno de jogadores considerados titulares, como Taison, Cuesta e Edenilson, ele irá mudar novamente a equipe em vários setores.

Até agora, Ramírez já utilizou 29 jogadores como titulares. Cuesta e Edenilson começaram 17 jogos, e são os que mais apareceram desde o início.

Internacional