PUBLICIDADE
Topo

Ceará

Polícia usa ação do Ceará para reencontrar homem desaparecido desde abril

Uniforme do Ceará tem sido estampado com nomes de desaparecidos e telefone para contato - Reprodução
Uniforme do Ceará tem sido estampado com nomes de desaparecidos e telefone para contato Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

08/06/2021 16h07

No último clássico entre Ceará e Fortaleza, disputado na quarta-feira passada (2), pela Copa do Brasil, o time alvinegro foi a campo com nomes e rostos de pessoas desaparecidas estampados no uniforme, em uma ação em parceria com a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). E menos de uma semana depois, a iniciativa já deu resultado.

Clube e Polícia informaram que um homem que estava desaparecido foi encontrado cinco dias depois da ação, que contou com ampla divulgação nas redes sociais. Com seu nome estampado na camisa 31, Walberland Vidal da Silva, de 32 anos, que estava desaparecido desde o dia 29 de abril, foi localizado ontem (7).

João Costa, gerente de marketing do Ceará, mostrou-se feliz e surpreso com o sucesso da ação em tão pouco tempo. A ideia, agora, é manter a campanha ao menos até o fim do mês.

"Não imaginávamos que a ação teria um impacto tão rápido, e por isso resolvemos estender pelo mês de junho inteiro. Não imaginávamos que, de fato, encontraríamos alguém, já que essas ações são mais de conscientização, para informar as pessoas que existe um número para informação... E dessa vez, de fato, conseguimos ajudar a encontrar uma pessoa de forma concreta, é algo muito significativo para o clube, estar contribuindo para a sociedade", disse.

Para a delegada titular da 12ª Delegacia do DHPP, Arlete Silveira, a parceria entre o time de futebol e a Polícia Civil é um marco significativo e potencializa as buscas das pessoas desaparecidas.

"Ontem tivemos a feliz notícia da localização de Walberland, que teve seu nome divulgado no jogo entre Ceará e Fortaleza, no último dia 2. Essa parceria intensificou ainda mais o trabalho da PCCE em buscas dessas pessoas desaparecidas, e tenho certeza de que, até o fim dessa campanha, iremos ampliar esses números e trazer de volta para suas famílias essas pessoas que buscamos localizar", pontuou a delegada.

Ação entre Ceará e Polícia Civil para encontrar pessoas desaparecidas - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Sobre a ação

Nos dois últimos jogos do Ceará, contra Fortaleza e Santos, os atletas alvinegros carregaram em suas camisas os nomes de pessoas que estão desaparecidas e o telefone da delegacia especializada no assunto.

Além disso, em suas redes sociais, o Time do Povo compartilhou escalações com nomes que se encontram desaparecidos. Além destes dois jogos, o Time do Povo dará continuidade à campanha nos demais jogos do mês de junho.

A Polícia Civil orienta a população que formalize os casos de pessoas desaparecidas de imediato, sem a necessidade de aguardar um prazo mínimo para a comunicação. Para isso, o denunciante pode registrar um Boletim Eletrônico de Ocorrência (BEO) na Delegacia Eletrônica (Deletron), no campo Desaparecimento de Pessoa.

Segundo informa a Polícia, as denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3257-4807, do DHPP, que também é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

O contato também pode ser realizado pelas redes sociais, por meio do perfil oficial @desaparecidosdhppce no Facebook e Instagram. Não é necessário se identificar. O sigilo da fonte é garantido.

Ceará