PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Vasco e Ponte Preta empatam e seguem sem vencer na Série B

Ponte Preta e Vasco fizeram um jogo ruim em Campinas (SP) pela Série B do Campeonato Brasileiro - DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Ponte Preta e Vasco fizeram um jogo ruim em Campinas (SP) pela Série B do Campeonato Brasileiro Imagem: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/06/2021 17h51

Classificação e Jogos

Ponte Preta e Vasco empataram por 1 a 1 hoje (6) no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), e seguem sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols do jogo foram marcados por Germán Cano e Renatinho.

Na próxima quarta-feira (9) o Cruzmaltino vira a chave para a Copa do Brasil e recebe o Boavista pelo jogo de volta da terceira fase. Na ida, o time do técnico Marcelo Cabo venceu por 1 a 0, o que lhe dá a vantagem do empate para avançar no torneio.

Já a Ponte Preta entra em campo somente no domingo (11), quando visita o Sampaio Corrêa pela Série B.

Jogo ruim tecnicamente

Vasco visita a Ponte Preta em Campinas pela 2ª rodada da Série B - WAGNER SOUZA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - WAGNER SOUZA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: WAGNER SOUZA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A partida foi pobre tecnicamente. No primeiro tempo, por exemplo, foi difícil para selecionar os "melhores momentos". No segundo tempo, com as alterações, o jogo ficou mais movimentado, mas continuou carecendo de qualidade. O Vasco, mais uma vez, apresentou uma lentidão assustadora na transição entre defesa e ataque.

O melhor - Renatinho incomoda o Vasco

O atacante da Ponte Preta incomodou o Vasco ao longo do jogo e foi premiado com um gol após bate-e-rebate dentro da grande área.

O pior - Andrey na marcha lenta

Andrey já não vive uma boa fase há bastante tempo, mas o técnico Marcelo Cabo segue apostando nele como titular. Na partida de hoje, esteve na "marcha lenta", não agregando velocidade na transição entre defesa e ataque. Além disso, fez algumas faltas desnecessárias próximas à área defensiva.

Lambança da Ponte Preta

Vasco e Ponte Preta se enfrentam pela Série B no Moisés Lucarelli, em Campinas -  DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO -  DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Logo no início do jogo, a defesa da Ponte Preta fez uma verdadeira lambança na saída de bola. Quando Ruan Renato recuou a bola para Ygor, o goleiro se atrapalhou todo. Cano roubou a bola e quase fez o primeiro para o Vasco.

Pênalti para o Vasco e gol de Cano

Após cobrança de escanteio logo no início do segundo tempo, a bola bateu na mão de Camilo, e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Germán Cano bateu com categoria e fez o 1 a 0 para o Vasco.

Ponte Preta empata na sequência

A Ponte Preta empatou três minutos depois, quando Moisés recebeu na direita, passou por Ricardo Graça, que estava com o "freio de mão puxado", e cruzou para direita. Camilo emendou de primeira na trave. A bola voltou para ele, o camisa 10 chutou de novo, ela resvalou na zaga e sobrou para Renatinho, que fuzilou o gol de Vanderlei.

Cabo manteve time que venceu Boavista

Mesmo com os "reforços" de Marquinhos Gabriel, Michel e Daniel Amorim, o técnico Marcelo Cabo preferiu manter a equipe que venceu o Boavista por 1 a 0 pela Copa do Brasil em jogo em que o time teve uma atuação apática.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 1 VASCO

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Auxiliares: Jean Marcio dos Santos (RN) e Flavio Gomes Barroca (RN)
Cartões amarelos: Rafael Santos, Ruan Renato, Renatinho (PON); Léo Matos (VAS)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Germán Cano, aos 10 minutos do segundo tempo (VAS); Renatinho, aos 13 minutos do segundo tempo (PON)

Ponte Preta: Ygor Vinhas, Felipe Albuquerque, Ednei e Ruan Renato; Dawhan, Rafael Santos, Niltinho (Pedrinho) e Camilo; Moisés e Renatinho (Paulo Sérgio). Técnico: Gilson Kleina.

Vasco: Vanderlei, Léo Matos (Michel), Ernando, Ricardo Graça e Zeca; Andrey (Galarza), Romulo e Sarrafiore (Marquinhos Gabriel); Morato (Léo Jabá), Gabriel Pec (Figueiredo) e Germán Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

Vasco