PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Justiça dá 15 dias para São Paulo quitar dívida de R$ 19 milhões com agente

Thiago Braga

Colaboração para o UOL, de São Paulo

04/06/2021 04h00

O São Paulo tem 15 dias para pagar R$ 19 milhões ao empresário André Cury. Decisão da Justiça determinou que o clube quite a dívida com o agente, originada na compra do atacante Raniel, então no Cruzeiro. Ainda cabe recurso.

São Paulo e André Cury assinaram acordo de empréstimo em 1º de julho de 2019. No dia 5 de julho daquele ano, o clube paulista anunciou a contratação de Raniel, que é agenciado por Cury. No dia 8 de julho, o empresário depositou R$ 13,7 milhões na conta do Tricolor.

O acordo inicial previa que o time do Morumbi pagaria a quantia em 12 parcelas a partir de janeiro de 2020. No início de 2020, porém, houve novo acerto entre Cury e São Paulo. Ficou decidido ali que o empresário daria mais um ano de prazo para o clube começar a pagá-lo. Assim, a dívida foi empurrada para janeiro de 2021.

"Ocorre que, não obstante a repactuação da dívida, o executado não adimpliu a mesma, estando em atraso com quatro parcelas, as vencidas em 30/01/2021; 29/02/2021, 30/03/2021 e 30/04/2021, o que de plano dá ensejo ao vencimento antecipado das demais parcelas, além de multa", alega a defesa de Cury na ação impetrada contra o São Paulo.

No fim de 2019, o São Paulo envolveu Raniel em transação com o Santos que assegurou a chegada de Vitor Bueno ao Morumbi - os clubes trocaram 50% dos direitos econômicos dos jogadores, que trocaram de camisa. Na ocasião, os atacantes assinaram contrato de quatro temporadas.

Procurado pela reportagem, o São Paulo afirmou que não vai se pronunciar sobre a cobrança de André Cury. A reportagem também tentou contato com o empresário, que não retornou às ligações. Se ele se manifestar, a reportagem será atualizada.

Procurada, a assessoria de imprensa do agente preferiu não se manifestar sobre o tema.

São Paulo