PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Após polêmica, Vasco aplica "regra da bandeirinha" em São Januário

Fluminense fincou bandeira do clube em escanteios de São Januário e atitude gerou polêmica entre os vascaínos - Reprodução / Twitter do Fluminense
Fluminense fincou bandeira do clube em escanteios de São Januário e atitude gerou polêmica entre os vascaínos Imagem: Reprodução / Twitter do Fluminense

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/06/2021 04h00

Com o Maracanã passando por reforma no gramado e o Nilton Santos reservado para a disputa da Copa América, São Januário passou a ser opção para Fluminense e Botafogo mandarem jogos. O Vasco, porém, fez questão de impor uma regra para as partidas dos rivais no estádio: as bandeirinhas de escanteio precisam ser neutras.

Embora pareça algo irrelevante, o assunto gerou bastante polêmica entre os torcedores cruzmaltinos após o dia 20 de março, quando o Fluminense disputou uma partida do Campeonato Carioca no local e fincou bandeiras do clube nestes setores do campo. O próprio Tricolor divulgou a foto em suas redes sociais, e a situação gerou revolta em vascaínos que interpretaram o ato como um "desrespeito". Figuras políticas cruzmaltinas de oposição à atual diretoria também se manifestaram de maneira contrária.

O cumprimento — ou não — da nova regra será verificado neste domingo (6), quando o Fluminense enfrentará o Cuiabá, em São Januário, às 11h, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Apesar de ainda não estar confirmado, são grandes as chances de que o Tricolor também mande o duelo contra o Santos, no dia 17 de junho, pelo Brasileirão, no estádio vascaíno.

No caso do Botafogo, o clube ficará sem o Nilton Santos por um mês, já que a Copa América acontecerá de 13 de junho até 10 de julho. Neste período, o Alvinegro será mandante nos jogos da Série B contra Remo (13/6), CSA (23/6) e Vitória (30/6) pelo menos. Isso porque a CBF ainda não definiu as datas dos confrontos a partir da 11ª rodada.

Vasco avalia as consultas por conta do gramado

O UOL Esporte entrou em contato com o Vasco para saber se há alguma definição de outros jogos de clubes rivais em São Januário, além do que ocorrerá entre Fluminense e Cuiabá, e recebeu a confirmação de que já houve, sim, procuras, mas a diretoria ainda estuda as possibilidades.

Os dirigentes têm levado em consideração a questão do gramado, pois a grande quantidade de jogos poderá afetá-lo. Atualmente ele se encontra em boas condições.

Flamengo estuda outras praças

Embora esteja na mesma situação do Fluminense em relação ao Maracanã, o Flamengo, a princípio, não cogita mandar seus jogos em São Januário. A primeira opção era o Mané Garrincha, em Brasília (DF), mas como o estádio está reservado para a Copa América, o favorito para receber as partidas do Rubro-Negro agora é o Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, no interior do Rio de Janeiro.

Pelo menos dois jogos do Flamengo em junho já têm a definição de que não acontecerão no Maracanã: contra o América-MG, dia 13, pelo Campeonato Brasileiro, e diante do Coritiba, dia 16, pela Copa do Brasil.

Vasco