PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

A seleção brasileira deve boicotar a Copa América? Colunistas opinam

Jogadores da seleção brasileira reunidos com o técnico Tite e o auxiliar Matheus Bachi durante treino no Beira-Rio - Lucas Figueiredo/CBF
Jogadores da seleção brasileira reunidos com o técnico Tite e o auxiliar Matheus Bachi durante treino no Beira-Rio Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

04/06/2021 12h08

Resumo da notícia

  • Colunistas do UOL dizem se seleção brasileira deveria boicotar a Copa América
  • "Todas as seleções devem boicotar essa aberração", analisa André Rocha
  • Rafael Reis: "Não há condições sanitárias e nem clima político no Brasil"
  • "Seria exemplar. Mas quero ver para crer", opina o colunista Juca Kfouri
Classificação e Jogos

Os colunistas do UOL Esporte repercutiram sobre um eventual boicote da seleção brasileira à Copa América 2021. Segundo apurou a reportagem, há um movimento de insatisfação dentro do elenco que põe em dúvida a participação da equipe no torneio que acontece no Brasil.

Na opinião da maioria dos colunistas, a seleção deveria boicotar a competição, mas isso é algo que não deve acontecer. Confira as respostas abaixo:

Todas as seleções devem boicotar essa aberração. Não existe disputar 4 edições da Copa América em 6 anos. Muito menos esta, com as duas sedes originais se negando a receber a competição por conta da pandemia e sendo transferida justamente para um dos epicentros da Covid no mundo, com um governo negacionista.
ANDRÉ ROCHA

Se for uma decisão coletiva, sim. Mas é importante reforçar que essa decisão precisa ser tomada depois de um diálogo necessário entre todos os atletas e comissão técnica, refletindo sobre a situação sanitária, mas também sobre riscos e prejuízos. Ou seja, decisão provocada pelo diálogo, algo que a CBF não fez ao trazer Copa América para o Brasil. Entidade não conversou, nem analisou riscos pandêmicos e institucionais.
ANDREI KAMPFF

Deve. Precisa. Necessita. Urge por isso. O Brasil não é o país do futebol? Chegou então a hora de os jogadores mostrarem que, quando o assunto é bola, têm mais apelo e moral do que qualquer lunático que brinca com vidas no papel de presidente da República.
BRUNO ANDRADE

Sim, a seleção está certa em não querer jogar a Copa América. Mas o boicote precisa ser geral, não só dos que atuam na Europa.
DANILO LAVIERI

A seleção boicotando a Copa América seria exemplar. Mas quero ver para crer.
JUCA KFOURI

A seleção deveria boicotar, mas não vai. É um "delírio comunista".
MENON

A minha pergunta é: quem corre mais risco, o visitante ou o visitado? Bem, é claro que o visitante, já que a pandemia no Brasil segue descontrolada. Por isso, acho que a Copa América corre mais risco de não acontecer por boicote das demais seleções do que pelo boicote que os brasileiros estão ameaçando.
MILTON NEVES

Quem não pedir dispensa da convocaçã para a Copa América dará um abraço fúnebre no negacionismo. Seja jogador ou membro da comissão técnica.
PERRONE

Não só a seleção brasileira, como também todas as outras, deveriam pular fora da Copa América. Não há condições sanitárias e nem clima político no Brasil para a realização da competição. Fora que o excesso de edições do torneio a transformou em algo de pouco significado esportivo.
RAFAEL REIS

Seria ótimo se o fizesse e melhor ainda se fosse seguida por todas as outras seleções. Mas, infelizmente, não creio que aconteça.
RENATO MAURÍCIO PRADO

Sim. Seria um episódio positivo diante de tantas coisas negativas que estamos vivendo. Mostraria certa consciência social e política por parte de quem realmente faz o esporte. Deixaria um recado para a sociedade.
RODRIGO COUTINHO

A Copa América do jeito que está posta, improvisada em meio a um país em estágio grave de pandemia, é um absurdo. Sendo assim, qualquer um é sensato em boicotá-la. Mas não estão completamente claros os motivos de insatisfação dos jogadores com a Copa América o que só vai acontecer quando eles falarem.
RODRIGO MATTOS

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Seleção Brasileira