PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mbappé rejeita comparações com Messi e CR7: 'É falta de consciência'

 Kylian Mbappe comemorando seu gol pelo PSG sobre o Metz no Campeonato Francês - Marcio Machado/Eurasia Sport Images/Getty Images
Kylian Mbappe comemorando seu gol pelo PSG sobre o Metz no Campeonato Francês Imagem: Marcio Machado/Eurasia Sport Images/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/06/2021 12h15

Aos 22 anos, Kylian Mbappé está seguro do seu valor como jogador e de seu papel como pessoa pública. Em entrevista para a revista britânica Esquire, ele comenta que não é possível compará-lo a Cristiano Ronaldo e Messi: "eles são melhores".

"Não sou só eu que sei disso", ele ri. "Todo mundo sabe disso. Se você disser a si mesmo que se sairá melhor do que eles, isso está além do ego ou da determinação - é falta de consciência. Esses jogadores são incomparáveis. Eles quebraram todas as leis da estatística. Eles tiveram 10/15 anos extraordinários", disse.

Apesar disso, o francês reconhece que se compara com os melhores jogadores da atualidade. "Claro que acabamos sempre nos comparando com os melhores, tal como um pasteleiro se compara com os melhores pasteleiros. Vejo jogos de outros grandes jogadores para ver o que fazem e penso que eles também olham para mim. E isso faz com todos tentem ser melhores, que cada um se leve ao limite, tal como Cristiano Ronaldo foi bom para Messi e Messi foi bom para Cristiano Ronaldo", explicou.

Olhando para o PSG, Mbappé conta que teve que explicar para Neymar um pouco da "mentalidade francesa". E disse que na França as pessoas não são tão festivas quanto as brasileiras.

"Aqui não é bem visto mostrar momentos mais descontraídos. As pessoas vão pensar que ele se dedica menos ao clube porque joga pôquer. Creio que ele já começou a compreender isso. Mas não foi fácil - quando chegou colocaram a cara dele na Torre Eiffel, fizeram um espetáculo; seis meses depois perguntaram para ele porque jogava pôquer", comentou.

Futebol