PUBLICIDADE
Topo

Santos

Mazzuco vê "perspectiva positiva" pela manutenção de Sánchez no Santos

Sánchez em treino pelo Santos no CT Rei Pelé - Ivan Storti
Sánchez em treino pelo Santos no CT Rei Pelé Imagem: Ivan Storti

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

02/06/2021 11h54

Apresentado pelo Santos nesta manhã, o executivo de futebol André Mazzuco vê com bons olhos a manutenção de Carlos Sánchez, que vive processo de renovação contratual. Seu vínculo vai até 22 de julho deste ano e as conversas, segundo apurou o UOL Esporte, não evoluíram nos últimos dias.

Mazzuco chegou ao clube na última semana e ainda está se inteirando das negociações. Inicialmente a diretoria firmou uma proposta de produtividade ao uruguaio, recebeu uma contraproposta que não agradou e, desde então, o negócio está parado. O Peixe, porém, luta para mantê-lo, pois sabe de seu peso nos bastidores. O estrangeiro tem postura de capitão e ótimo relacionamento com os mais jovens.

"Sánchez é um atleta que sabemos da qualidade e a importância que ele tem no Santos. O Diniz também gosta. Temos uma perspectiva positiva, sim, de uma manutenção dele conosco. Para ele também pode ser importante, já tem uma história conosco. Está em um momento de carreira bom também, de tomada de decisão. Temos boas perspectivas quanto a isso", disse Mazzuco em sua apresentação no Santos.

O que trava a negociação no momento é justamente o contrato de produtividade, que não agrada Sánchez e seu agente. O uruguaio gostaria de um vínculo maior por planejar sua aposentadoria no Peixe.

Sánchez, devido à ruptura de um ligamento no joelho esquerdo, teve que ser submetido a cirurgia e está há sete meses parado. A expectativa é que neste mês o jogador já possa ser utilizado pelo técnico Fernando Diniz. Mas, esse retorno incerto deixa os cartolas santistas receosos, mesmo sabendo da importância do uruguaio nos bastidores.

Sem Sandry e Jobson, ambos lesionados e em recuperação longa, Sánchez seria uma peça importante para compor o elenco. Antes da lesão, o uruguaio não vivia boa fase no Peixe, mas nas mãos de Fernando Diniz é visto como uma aposta que pode render e, sobretudo, ser recuperado. Até hoje ele foi a campo 104 vezes e marcou 25 gols.

Santos