PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Cabo fica satisfeito com Vasco em vitória na Copa BR: "Tivemos controle"

Jogadores do Vasco comemoram gol de Sarrafiore contra o Boavista pela Copa do Brasil - Thiago Ribeiro/AGIF
Jogadores do Vasco comemoram gol de Sarrafiore contra o Boavista pela Copa do Brasil Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/06/2021 00h07

Classificação e Jogos

O técnico Marcelo Cabo ficou satisfeito com o desempenho do Vasco na vitória por 1 a 0 hoje (2) sobre o Boavista, em Bacaxá (RJ), no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Embora admita que faltou inteligência para aproveitar os espaços quando ficou com um a mais no segundo tempo, o treinador viu uma evolução em relação à frustrante derrota por 2 a 0 para o Operário na estreia na Série B, no sábado passado.

"Tive uma outra visão do jogo, acho que tivemos o controle. Voltamos a ter uma pressão que foi muito eficaz. Tivemos uma circulação de bola, jogo apoiado, várias situações. É um bom gramado, mas não propiciava acelerar o passe, por isso quem está de fora pode entender que o jogo estava lento. Fiquei satisfeito com minha equipe. Criamos boas oportunidades de gol", declarou, complementando:

"Concordo que no final, com mais um, faltou inteligência da nossa parte, criar amplitude. Isso sim me irritou bastante, poderíamos ter aproveitado mais os 15 minutos. É evoluir, a gente leva um bom resultado desse confronto de 180 minutos".

Para o jogo de hoje, Marcelo Cabo promoveu duas mudanças no meio de campo: colocou o experiente Romulo na vaga do paraguaio Galarza e o argentino Sarrafiore no lugar de Figueiredo. E o treinador gostou do que viu.

"Com a entrada deles, tivemos um meio-campo muito consistente para esse jogo. A ideia era trazer o Pec e o Morato um pouco mais por dentro, criar profundidade com os dois laterais e criar essa superioridade que a gente teve quando conseguia circular a bola de um lado para o outro, para poder atacar do lado contrário. Andrey e Rômulo foram uma opção tática. No meu entendimento, a gente precisava desse meio que se completava. Sabia que era um jogo mais de passe no segundo terço do campo", avaliou.

Agora o Vasco vira a chave para a Série B - onde estreou com derrota para o Operário por 2 a 0 - e encara a Ponte Preta, em Campinas (SP), no sábado (5).

Vasco