PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Governo definirá com Prefeitura se Rio de Janeiro receberá Copa América

Maracanã é um dos estádios cotados para receber jogos da Copa América - RICARDO MORAES
Maracanã é um dos estádios cotados para receber jogos da Copa América Imagem: RICARDO MORAES

Alexandre Araújo e Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

31/05/2021 20h08

Classificação e Jogos

O Governo do Rio de Janeiro vai se reunir com a Prefeitura do Rio para que, juntos, possam decidir se a cidade terá condições de receber partidas da Copa América, que terá o Brasil como sede, segundo divulgado pela Conmebol hoje (31).

De acordo com nota publicada, o Estado garante que a decisão será pautada em "critérios técnicos" e sob análise da situação da pandemia de coronavírus. Vale ressaltar que o plano da Conmebol é ter o Maracanã como palco da final da competição. Segundo o UOL Esporte apurou, ainda não houve um contato oficial com a administradora do estádio, e nem com as diretorias de Flamengo e Fluminense, gestoras do local.

"O Governo do Estado vai se reunir com a Prefeitura do Rio para juntos decidirem se a cidade do Rio de Janeiro tem condições de receber jogos da Copa América. A decisão será pautada por critérios técnicos e pela situação da pandemia no Estado".

Hoje de manhã, a Conmebol anunciou o Brasil como país-sede da Copa América, após a elaboração na Colômbia, que atravessa protestos nas ruas contra medidas governamentais, e Argentina, que viu um agravamento da crise causa pela pandemia, não irem à frente.

Alguns Estados, como Rio Grande do Norte e Pernambuco já fecharam as portas à competição. No caso do Rio Grande do Sul há uma queda de braço. Já São Paulo e Bahia, por exemplo, não se opuseram. Veja o que os governos pensam aqui.

Mais cedo, o Ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou hoje em declaração no Palácio do Planalto que a Copa América no Brasil ainda não está confirmada.

"É importante destacar que esse evento, caso se realize, não terá público. Tem saído algumas notícias com relação ao público. No momento, são dez times, no máximo, já foi acordado nessa reunião com a nossa presença, e a CBF por videoconferência. São dez times com dois grupos, 65 pessoas por delegação. Todos vacinados. Foi a imposição que tratamos com a CBF. Não há documentos assinados, apenas tratativas. Inclusive a seleção brasileira, também será vacinada", disse.

Vale lembrar que o anúncio de que a competição seria no Brasil gerou protestos. Há forte oposição e dúvidas em relação aos protocolos sanitários que vão permitir a realização do torneio, já que o país tem mais de 462 mil mortes por covid-19 e ocupa o segundo lugar no mundo com mais óbitos pela doença.

Maracanã foi multado na final do Carioca

Torcedores convidados do Flamengo na arquibanca do Maracanã - Jorge Rodrigues/AGIF - Jorge Rodrigues/AGIF
Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Palco da final do Campeonato Carioca, o Maracanã foi multado após a primeira partida da decisão, que foi disputada entre Flamengo e Fluminense. Isso porque, em uma queda de braço sobre a presença de público no estádio, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro liberou 300 convidados, sendo 150 para cada clube. Segundo a federação, no total, 148 convidados estiveram presentes. O Fluminense garante que não utilizou a sua cota de entradas, versão contestada pela Ferj, enquanto o lado rubro-negro ficou visivelmente cheio. Durante o jogo, houve desrespeito às medidas sanitárias em meio à pandemia.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a presença de pessoas alheias às delegações configurou infração "gravíssima". Por conta disso, foi aplicada uma multa de pouco mais R$14 mil à administração do Maracanã.

No jogo de volta, a Ferj pediu permissão à prefeitura para que houvesse 160 convidados, mas não recebeu o aval. Por conta disso, Flamengo e Ferj cogitaram levar o segundo jogo da decisão para Brasília, mas encontraram obstáculos e o confronto foi realizado no Rio.

Esporte