PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Operário-PR aproveita falhas e vence o Vasco na estreia pela Série B

Ricardo Bueno comemora gol do Operário-PR sobre o Vasco da Gama em jogo pela Série B - Jorge Rodrigues/AGIF
Ricardo Bueno comemora gol do Operário-PR sobre o Vasco da Gama em jogo pela Série B Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Do UOL, em São Paulo

29/05/2021 12h58

A estreia do Vasco na Série B do Campeonato Brasileiro deixou a desejar. Com uma atuação ruim, o time comandado pelo técnico Marcelo Cabo tomou 2 a 0 do Operário-PR, em São Januário, e largou com derrota. Os gols foram de Leandrinho e Ricardo Bueno.

O foco da equipe cruz-maltina agora é na Copa do Brasil, pois na terça-feira (1º) encara o Boavista na terceira fase. Já os primeiros pontos na Série B podem ser conquistados no domingo (6) quando visita a Ponte Preta em Campinas. O Operário-PR volta a campo contra o Guarani, na terça, tentando manter o bom começo na segunda divisão.

Quem foi bem: Ricardo Bueno

O camisa 9 do Operário foi um dos grandes destaques da partida, destacando-se pela eficiência quando tinha a bola. Participou do primeiro gol, achando Leandrinho, e no segundo conseguiu tirar do goleiro Vanderlei para ampliar o placar.

Quem foi mal: Zeca

O lateral-esquerdo do Vasco errou feio no lance que originou o primeiro gol do Operário. Desatento, foi desarmado perto da área defendida por Vanderlei, que nada conseguiu fazer após chute forte de Leandrinho.

Atuação do Vasco

O time não conseguiu jogar no primeiro tempo, com pouca mobilidade no setor ofensivo. Mas o que mais pesou foram as falhas defensivas, que resultaram nos dois gols do Operário. Com muitos erros de passe, principalmente perto da área defendida por Vanderlei, o time de Marcelo Cabo ficou devendo na estreia da equipe pela Série B de 2021.

Atuação do Operário

Corajoso e disciplinado, o Operário mostrou personalidade na estreia da equipe nesta edição da Série B. Mesmo jogando fora de casa e contra uma das equipes mais fortes do torneio, o time paranaense soube pressionar a saída de bola do Vasco e mostrou firmeza na hora de criar jogadas, com poucos erros e muita intensidade.

História do Jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Operário começou a partida com a marcação alta, pressionando a saída de bola do Vasco e foi recompensado pela postura logo aos oito minutos. Após vacilo de Zeca, Felipe Garcia rouba a bola do lateral e toca para Ricardo Bueno, que acha Leandrinho, que chuta forte, sem chance para Vanderlei.

Dois minutos depois quase sai o segundo, desta vez com o zagueiro Ernando dando bobeira. Jean Carlo roubou a bola e saiu de frente com Vanderlei, que precisou fazer grande defesa para evitar o gol da equipe adversária.

Mesmo com a vantagem, o Operário não mudou sua estratégia e marcou o segundo da mesma forma que abriu o placar: pressionando o adversário no campo de ataque. Jean Carlo ficou com a bola e tocou para Ricardo Bueno, que tirou do arqueiro vascaíno e ampliou a vantagem.

Os visitantes quase fizeram o terceiro aos quatro minutos do segundo tempo. Rafael Chorão recebeu na entrada da grande área e com tempo se sobra para pensar e armar o chute, mandou na trave esquerda defendida por Vanderlei.

A postura do Vasco mudou na segunda etapa, com maior presença no campo ofensivo, mas pouco conseguiu criar e amargou a derrota na estreia, mesmo jogando em São Januário.

Homenagem a Nelson Sargento

Antes do jogo, uma bandeira e um surdo da Estação Primeira de Mangueira foram colocados no centro do gramado em homenagem ao compositor Nelson Sargento, que faleceu na quinta-feira (27), aos 96 anos , após complicações da covid-19. O sambista era vascaíno fanático e presidente de honra da escola de samba.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 2 OPERÁRIO

Competição: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Data: 20/05/2021
Hora: 11h00 (de Brasília)
Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Cartões amarelos: Leandrinho (Operário)
Gols: Leandrinho aos oito minutos e Ricardo Bueno aos 42 minutos do primeiro tempo

Vasco: Vanderlei; Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca (Riquelme); Andrey, Matías Galarza (Sarrafiore) e Gabriel Pec (Vinícius); Morato (Léo Jabá), Figueiredo (Daniel Amorim) e Cano. Técnico: Marcelo Cabo

Operário: Simão; Alex Silva (Lucas Mendes), Reniê, Rodolfo Filemon e Djalma Silva (Fabiano); Rafael Chorão (Marcelo), Tomas Bastos e Leandrinho (Leandro Vilela); Felipe Garcia, Jean Carlo (Rodrigo Pimpão) e Ricardo Bueno. Técnico: Matheus Costa

Futebol