PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Koeman disse que eu não era bom para jogar no Barcelona', diz ex-Palmeiras

Colaboração para o UOL

28/05/2021 11h07

Matheus Fernandes, ex-Palmeiras, foi comprado pelo Barcelona no início de 2020, mas não recebeu oportunidades no clube. Sem nem ter sido oficialmente apresentado, o brasileiro entrou em campo por somente 17 minutos, no jogo contra o Dínamo Kiev, ainda na fase de grupos da Champions League.

Em entrevista concedida ao 'Mundo Deportivo', Fernandes afirmou que Koeman já havia deixado claro que não o utilizaria na equipe, e que acreditava que o treinador do Barça tinha alguma coisa pessoal com ele. 'Antes de começar os treinos, ele já disse aos gestores que não contava comigo, que eu podia sair. Eu me perguntava como ele poderia dizer isso se não me conhecia, nem pessoalmente, nem como um jogador (...) Acho que ele tinha alguma coisa pessoal comigo'.

O volante de 22 anos contou que chegou a conversar com Koeman e pedir mais tempo para mostrar o que sabe dentro de campo, mas o holandês teria descartado essa possibilidade sem hesitar. 'Um dia fui falar com ele e ele disse que não contava comigo, que podia sair se encontrasse um bom clube para mim, mas que devia ir jogar. Não encontrei equipe porque sou muito jovem e tinha acabado de chegar. Disse para ele me dar alguns minutos em campo para que eu pudesse encontrar um time interessado para jogar na próxima temporada, mas ele não me deu minutos. Foi muito estranho'.

O brasileiro declarou que tentou conversar com o treinador mais uma vez, depois de ter entrado ao final do jogo contra o Kiev, mas este teria afirmado a Matheus que ele não servia para ser jogador do Barcelona. 'Um mês ou mais depois desse jogo, sem jogar mais, fui ao seu escritório e perguntei o motivo de não ter mais oportunidades, perguntei se joguei mal e ele me disse que eu joguei bem, mas não pode me colocar na equipe, porque eu não tenho qualidade para jogar no Barça. Eu disse a ele que se ele não me colocasse, ele não ia conseguir ver se eu tenho qualidade e se os gestores me contrataram, foi por causa da minha qualidade. Tem que ter outra coisa'.

Por fim, Matheus Fernandes revelou que em alguns treinos, chegava a treinar separado do resto da equipe. Além disso, contou que Koeman, também, mal olhava para ele. 'Nos dias antes das partidas, que eram mais táticos, eu quase não treinava com o grupo. Sempre achei que era uma coisa pessoal, porque ele não falava comigo, fazia o que fazia... para mim, é pessoal'.

Futebol