PUBLICIDADE
Topo

Futebol

T. Nunes diz que induziu Inter ao jogo do Grêmio e elogia: "grupo vencedor"

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

23/05/2021 20h55

Classificação e Jogos

O Grêmio atraiu o Internacional para onde tinha planejado e explorou os espaços deixados em campo. Foi assim que Tiago Nunes resumiu o Gre-Nal 432, que terminou com empate por 1 a 1, e bastou para o time gremista conquistar o Campeonato Gaúcho. O treinador ainda elogiou o ambiente que encontrou no vestiário e o perfil do elenco.

Ferreira e Rodrigo Dourado marcaram os gols do jogo. Yuri Alberto e Rafinha foram expulsos ainda no primeiro tempo e houve, também, confusão nos minutos finais por comemoração do camisa 11 do Grêmio diante dos reservas do Inter. Guerrero levou cartão vermelho depois do apito final do Gre-Nal.

A conquista fez o Grêmio repetir algo que não acontecia há 33 anos. O tetracampeonato estadual começou ainda com Renato Portaluppi, que foi lembrado por Tiago Nunes.

"Merecidamente o Grêmio foi campeão. Melhor campanha e diante do nosso maior rival. Um tetracampeonato muito difícil de acontecer e ratificando um ciclo vencedor, um grupo vencedor. Não é um trabalho que começou agora, mas que foi capitaneado pelo Renato durante muito tempo de trabalho e agora a gente chega encontrando este ambiente maravilhoso. Nos receberam muito bem e ajudaram a gente competir", disse o treinador.

Ao falar especificamente da segunda partida da final, na Arena do Grêmio, Tiago Nunes analisou o jogo como sendo um êxito do ponto de vista da estratégia.

"O Internacional ficou um pouco mais com a bola na fase inicial de jogo, mas as oportunidades foram de chutes cruzados, de fora da área. Não recordo de chance claríssima do Internacional, tanto no primeiro quanto no segundo tempo. O Dourado tinha marcação, mas num lapso de tempo acabou escapando. Não consigo ver esse domínio do Inter, ao contrário do Grêmio que teve chances claríssimas. Entendo que um clássico desta magnitude, eu vivo ele a vida toda, é um jogo onde se tem ciclos. O que fica desse imbróglio é que a gente induziu o Inter a entrar no nosso campo para explorar o que tínhamos de melhor, na velocidade. Creio que fizemos um jogo maduro e consciente", comentou o técnico do Grêmio.

Sobre as expulsões, Tiago Nunes afirmou que ainda não viu as imagens, mas considerou exagero da arbitragem de Leandro Vuaden.

"O que tenho de relato é que não houve agressão, e sim uma simulação por parte do jogador do Internacional. O Vuaden, mesmo experiente, usou as ferramentas equivocadas naquele momento, na minha opinião", declarou.

Futebol