PUBLICIDADE
Topo

Alemão - 2020/2021

Por que o nono título alemão seguido do Bayern "desafiou" a matemática

Lewandowski, Thomas Muller e Manuel Neuer comemoraram o nono título alemão do Bayern no último dia 8 - Alexander Hassenstein/Getty Images
Lewandowski, Thomas Muller e Manuel Neuer comemoraram o nono título alemão do Bayern no último dia 8 Imagem: Alexander Hassenstein/Getty Images

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

20/05/2021 04h00

O Campeonato Alemão firmou recentemente uma parceria com a Amazon Web Service (AWS), um braço de soluções digitais da multinacional americana — a ideia é desenvolver e divulgar estatísticas de jogos por meio de inteligência artificial. Mal começou esse acordo, e o Bayern de Munique já desafiou alguns dados para mostrar soberania no seu nono título consecutivo.

Um exemplo: uma das estatísticas que a ferramenta fornece é de gols esperados por time. Depois de 32 rodadas, o Bayern teria marcado 66,3 gols de acordo com estudos de probabilidade. No entanto, a equipe acabou balançando as redes 92 redes vezes, 25 a mais na vida real do que que no cálculo.

"Basicamente, o ataque do Bayern é impiedoso", resume em artigo recentemente publicado Simon Rolfes, ex-jogador, diretor esportivo do Bayer Leverkusen e hoje embaixador do serviço com a AWS. O abismo em relação aos outros times é explicado também por essa estatística: o segundo time que mais fez gols além do esperado foi o Wolfsburg, com apenas oito.

A superação do número de gols esperados do artilheiro Lewandowski também chama atenção. A estatística previa 24,5, e ele marcou 39, quase 15 a mais — já chegou aos 40 após mais uma rodada, aliás. Os perseguidores mais próximos nessa estatística são Sasa Kalajdzic, do Stuttgart, e Andre Silva, do Frankfurt, com seis gols a mais que o esperado. Foi com base nessa soberania que o Bayern construiu mais uma campanha avassaladora.

Lewandowski  - Alexander Hassenstein / Getty Images - Alexander Hassenstein / Getty Images
Lewa igualou recorde de gols no Campeonato Alemão que pertence ao ex-jogador Gerd Müller há 49 anos
Imagem: Alexander Hassenstein / Getty Images

O algoritmo dos gols esperados envolve uma base de dados de mais de 40 mil gols. Distância até o gol, ângulo ao chutar, pressão adversária dos jogadores relevantes e posição do goleiro são variáveis incluídas no cálculo.

Mas esse "desafio" à matemática não significa que o levantamento de dados seja improdutivo. Ele mostra outros pontos importantes do abismo do eneacampeão em relação aos seus rivais e o peso técnico de jogadores como Muller e Kimmich. Muller, por exemplo, foi o líder de assistências da Bundesliga com 17 passes para gol. O companheiro é o quarto da lista, com dez. Ambos foram, frequentemente, os jogadores mais pressionados do Bayern, aqueles de quem os adversários mais tentavam tirar espaço dentro do campo.

Davies - Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS - Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS
Davies chega a 35,9km/h, o terceiro jogador mais rápido de toda a Bundesliga
Imagem: Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS

Muller foi o mais pressionado em nove jogos e Kimmich em sete. Se mesmo assim foram líderes de assistências, isso significa que eles entregam resultado mesmo sendo alguns dos principais focos de atenção das marcações adversárias. Por isso, foram fundamentais na conquista do título.

O artigo de Rolfes também menciona que, enquanto Muller e Kimmich resolvem pelo meio, o Bayern também tem uma força significativa pelos lados: Alphonso Davies e Coman estão entre os cinco jogadores mais rápidos do Campeonato Alemão. Em 72% das construções de jogadas, o time entrou no "último terço", ou seja, na parte mais avançada do ataque, por uma das alas.

Último terço - Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS - Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS
Os três terços do campo em jogada do Bayern de Munique, que costuma chegar nele pelos lados
Imagem: Divulgação/Bundesliga Match Facts powered by AWS

Também há pouca diferença entre as quantidades de ataques gerados por cada ala, o que significa que não é um time dependente de um jogador específico ou com algum lance manjado. "Isso faz com que o Bayern seja ainda mais difícil de entender", diz Simon Rolfes, que ainda completa:

A análise dos Match Facts ["fatos do jogo", em tradução livre, é o nome das estatísticas geradas pela ferramenta] da Bundesliga mostra acima de tudo a qualidade ofensiva desta equipe do Bayern em 2020/21, com uma extraordinária eficiência na frente do gol, personificada por Robert Lewandowski, e fantásticos jogadores de apoio, capazes de dar assistências mesmo sob enorme pressão. Some-se a isso os alas mais rápidos da liga e você verá por que o Bayern se deu ao luxo de sofrer mais gols do que o normal, sem comprometer a conquista de mais um título."

Como mostrou o UOL, em apenas um desses nove títulos seguidos, o da temporada 2018/19, o time foi campeão com menos de dez pontos de vantagem sobre o vice, com disputa até a última rodada. Em todos os outros a emoção foi exceção.

Nesta temporada são dez pontos de vantagem após 33 jogos em relação ao RB Leipzig. Pela última rodada o já campeão Bayern de Munique recebe o Augsburg na Allianz Arena, sábado (22), às 10h30.