PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter decide não vacinar atletas no Paraguai antes de jogo da Libertadores

O Inter optou por aguardar a chance de vacinar seus atletas no Brasil - Divulgação/SC Internacional
O Inter optou por aguardar a chance de vacinar seus atletas no Brasil Imagem: Divulgação/SC Internacional

Do UOL, em Porto Alegre

18/05/2021 17h44

Classificação e Jogos

O Internacional se manifestou, no fim da tarde de hoje (18), sobre a possibilidade de vacinação contra a covid-19 no Paraguai, amanhã (19), véspera da partida contra o Olimpia, pela penúltima rodada do grupo B da Libertadores. O clube disse que está em contato com a CBF e que aguarda a possibilidade da aplicação das vacinas ocorrer no Plano Nacional de Imunização.

A Conmebol oferece a oportunidade de vacinação às delegações das equipes que disputam suas competições. Bastaria um comunicado para o grupo gaúcho ser imunizado no Paraguai.

A palavra do Inter reforça que o clube tem mantido todos os protocolos de saúde estabelecidos desde o início da pandemia. Realiza testagem dos atletas e segue regras rígidas de controle.

Diante da possibilidade dos atletas receberem doses da vacina CoronaVac no Paraguai por iniciativa da Conmebol, o Internacional disse que trata permanentemente com a CBF para que tais vacinas sejam presentes no Plano Nacional de Imunização. Desta forma todos poderiam se vacinar e não apenas os atletas que estiverem com a delegação. Desta forma, o grupo que viajará não receberá a vacina.

Foram 50 mil doses da vacina doadas à Conmebol com auxílio do Governo do Uruguai. A vacinação das delegações não é obrigatória.

Confira a manifestação do Inter:

O Sport Club Internacional informa que, desde o começo da pandemia, vem seguindo todos os protocolos de saúde estabelecidos pelos governos federal, estadual e municipal. Tanto que, rigorosamente, submete a testes os jogadores, a comissão técnica e o staff que acompanha diariamente o grupo.

Além disso, diante da iniciativa da CONMEBOL em vacinar as delegações dos clubes participantes de suas competições, o Internacional está mantendo contato permanente com a CBF, onde está em tratativa a inclusão dessas vacinas direcionadas aos clubes brasileiros no Plano Nacional de Imunização já existente. Assim, todos os atletas do Clube, e não somente o plantel que se deslocará ao Paraguai nesta quarta-feira (19), seriam imunizados com primeira e segunda doses.

Diante dessa possibilidade, tendo o aval do Ministério da Saúde e secretarias de saúde estadual e municipal, o Internacional irá aguardar pela vacinação a ser feita no Brasil.

Internacional