PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia perde para o Independiente e se complica na Sul-Americana

Nino Paraíba disputa lance pelo Bahia contra o Independiente na Sul-Americana - Marcelo Endelli/Getty Images
Nino Paraíba disputa lance pelo Bahia contra o Independiente na Sul-Americana Imagem: Marcelo Endelli/Getty Images

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

18/05/2021 21h09

Classificação e Jogos

No duelo de líderes do Grupo B da Copa Sul-Americana, o Independiente (ARG) levou a vantagem sobre o Bahia e venceu por 1 a 0, nesta terça-feira (18). A partida, válida pela 5ª rodada da fase de grupos, foi disputada no Estádio Libertadores de América. O gol foi marcado por Thonny Anderson, contra, numa falha defensiva do Tricolor baiano.

Com 11 pontos, o Independiente é o líder do grupo e enfrentará o Deportivo Guabirá (BOL), no dia 26, para fechar a participação na primeira fase e precisa somente de um empate para se garantir. Com 8 pontos, o Bahia se complicou e precisa vencer o Montevideo City Torque (URU) na próxima semana, além de torcer para uma vitória do Guabirá. Somente o primeiro colocado de cada grupo passa para a próxima fase do torneio continental.

Bahia aposta nos contragolpes

Nos dez primeiros minutos, os dois times dividiam as ações, com maior vantagem para o Independiente, que tinha o domínio da bola e tentava pressionar. O Bahia, por outro lado, se moldou para aproveitar boas chances de contragolpe e, aos 11 minutos, Rossi passou para Nino Paraíba, que cruzou no meio da grande área, na cabeça de Gilberto, que cabeceou e mandou na rede pelo lado de fora. Aos 17 minutos, Palacios arriscou de fora da área e Douglas Friedrich espalmou. Aos 23 minutos, o Bahia construiu a melhor jogada até então. Daniel tocou para Rossi, que mandou para o meio da área e Thaciano emendou um chute forte, mas para fora.

Jogo fica morno

Com chances boas para cada lado, Independiente e Bahia tiveram uma abordagem mais recatada. O Independiente subiu as linhas para abafar o Esquadrão antes mesmo de o time tentar sair em contra-ataque. Os argentinos também investiram em cruzamentos para dentro da grande área, vindos de ambas as laterais, mas, especialmente, da direita. O primeiro tempo terminou sem boas chances para os dois times.

Bahia começa melhor no segundo tempo

Na volta do intervalo, o Bahia estava mais organizado dentro de campo. Tentando criar jogadas no ataque, o Tricolor baiano também estava marcando mais forte e ganhando as disputas com maior facilidade no campo defensivo. Aos 6 minutos, Rodriguinho cobrou uma falta para dentro da grande área, e Daniel cabeceou em direção ao gol. A bola desviou em Thaciano e foi para a rede, mas a arbitragem marcou impedimento. Aos 11, Rodriguinho balançou na entrada da grande área e mandou uma bomba de canhota, mas foi para fora. Aos 14, após cobrança de escanteio de Rodriguinho, Juninho cabeceou e a bola foi ao lado da trave.

Independiente volta para o jogo

Depois do abafa inicial do Bahia, o Independiente voltou a construir as jogadas em campo e a dominar as ações no ataque. Com uma marcação forte, o time argentino passou a apelar para faltas para conter os avanços do Bahia. Aos 27 minutos, surgiu a melhor chance do Independiente até então, num chute de Velasco, com muita força, que assustou o goleiro Douglas, mas foi para fora.

Defesa do Bahia falha, e Independiente balança a rede

Aos 37 minutos, o Independiente jogou a bola na grande área e a defensa do Bahia se enganou no ataque. Douglas Friedrich saiu errado e se atrapalhou com Thonny Anderson. No bate e rebate entre os dois, a bola parou nas redes do time brasileiro. Gol contra e vantagem para os argentinos. Com a vantagem do placar e de jogar em casa, o Independiente passou a segurar mais a bola a fim de manter a dianteira.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE (ARG) 1 X 0 BAHIA - 5ª RODADA SUL-AMERICANA

Estádio: Estádio Libertadores de América

Árbitro: Andres Rojas (COL)

Assistentes: Miguel Roldan (COL) e Alexander Guzman (COL)

Cartões amarelos: Palacios (IND), Barreto (IND), Rodriguinho (BAH), Bustos (IND), Maycon Douglas (BAH)

Cartões vermelhos:

Gols: Thonny Anderson (contra), aos 37 minutos do segundo tempo (1-0).

Independiente: Sosa, Bustos, Barreto, Insaurralde, Ortega, Blanco, Romero, González (Arregui), Palacios (Ménendez) (Ostachuk), Martínez (Velasco) e Herrera. Técnico: Júlio César Falcioni.

Bahia: Douglas Friedrich, Nino Paraíba, Conti, Juninho, Matheus Bahia, Patrick de Lucca (Galdezani), Daniel, Rossi (Óscar Ruíz), Rodriguinho (Maycon Douglas), Thaciano (Alesson) e Gilberto (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Futebol