PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Corinthians deve recorrer a um técnico estrangeiro? Colunistas opinam

Vagner Mancini não resistiu à goleada sofrida para o Palmeiras e foi demitido - Marcello Zambrana/AGIF
Vagner Mancini não resistiu à goleada sofrida para o Palmeiras e foi demitido Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

17/05/2021 12h19

Resumo da notícia

  • Colunistas do UOL Esporte dizem se Corinthians deve recorrer a um técnico estrangeiro
  • Alicia: "Não faz sentido gastar o que não tem para mobilizar um treinador e sua família"
  • Danilo Lavieri: "Deveria contratar um técnico que já está adaptado ao futebol brasileiro"
  • Mauro Cezar: "Depois de Coelho e Mancini, deve recorrer a um técnico de Corinthians"
  • "Adianta colocar motor de Ferrari num Fusca?", questiona o colunista Milton Neves
Classificação e Jogos

Depois de ser eliminado da Copa Sul-Americana no meio da semana, o Corinthians perdeu o clássico para o Palmeiras por 2 a 0 no último domingo (16), em Itaquera, e também deu adeus ao Campeonato Paulista. Após a partida, o clube alvinegro anunciou a saída de Vágner Mancini e agora corre atrás de um nome para substituí-lo.

Assim como vêm fazendo outros times do Brasil, o Corinthians deve recorrer a um treinador estrangeiro? Fizemos essa pergunta aos colunistas do UOL Esporte. Veja o que eles pensam:

O Corinthians deve ir para mais um ano de sobrevivência, o que por aqui é o mesmo que dizer instabilidade. Não faz sentido gastar o que não tem para mobilizar um treinador e sua família dentro deste cenário. Até porque ser estrangeiro não quer dizer ser bom, apesar de ótimos exemplos recentes.
ALICIA KLEIN

Não. Confiança baixa, elenco com fragilidades, pressão e visibilidade enormes. Até o profissional se adaptar à nova realidade já estará no olho do furacão. Contexto pede alguém com vivência nesse hospício chamado Brasil.
ANDRÉ ROCHA

Não há dinheiro (para altos salários e reforços), tempo para se adequar ao contexto e convicção neste momento para um estrangeiro no Corinthians. A dura realidade do clube, por culpa de uma gestão que é danosa há anos, passa mesmo por um brasileiro, barato, conhecedor do cenário e que provavelmente vai seguir a linha de Vagner Mancini: ser um tampão.
BRUNO ANDRADE

O Corinthians deveria contratar um técnico que já está adaptado ao futebol brasileiro, que conhece as particularidades do calendário e que possa trabalhar bem com a base, que mostrou ser a única solução para melhorar o futebol do time. Fica difícil achar um estrangeiro neste perfil.
DANILO LAVIERI

Corinthians deve recorrer a Jesus Cristo para dirigir o time e gente honesta para dirigir o clube. Heranças malditas são heranças malditas.
JUCA KFOURI

Não necessariamente. O Corinthians precisa de um treinador que saiba trabalhar com a base, aliada a um grupo de jogadores mais veteranos, mas com limitação de qualidade e de quantidade. O Fortaleza, por exemplo, achou um treinador com esse perfil, o argentino Juan Pablo Vojvoda, que tem um início promissor. Mas Vojvoda é um nome pouco conhecido, não acredito que o Corinthians, para apaziguar a ira da torcida, apostaria num perfil assim. Provavelmente vão atrás de alguém mais conhecido, mesmo se optarem por um estrangeiro.
MARCEL RIZZO

Depois de um tempo com Coelho e outro com Mancini, Corinthians deve recorrer a um técnico de Corinthians.
MAURO CEZAR

O Corinthians precisa de um treinador que monte uma boa estrutura defensiva. E que dê resultado imediatamente. O segundo item é impeditivo para estrangeiros.
MENON

Acho que o time precisa de alguém que trabalhe bem a partir de terra arrasada: olhar a base, criar uma filosofia de jogo, começar um trabalho que, quem sabe, possa ser premiado em 2022. Dois mil e vinte e um é ano para renascer e não para conquistar.
MILLY LACOMBE

Adianta colocar motor de Ferrari num Fusca? O Corinthians precisa entender a sua realidade e buscar um técnico acostumado a brigar contra o Z-4. Simples assim!
MILTON NEVES

A escolha não deve ser guiada pela nacionalidade, mas pela capacidade do treinador de se adaptar às condições que o clube pode oferecer e ao projeto esportivo.
PERRONE

É preciso analisar as opções. Pela situação financeira atual do clube, a chegada de um medalhão é inviável. Pagar rescisão para tirar alguém com contrato é inviável. A diretoria vai precisar quebrar a cabeça para encontrar um bom nome no mercado nessas condições. Sebastián Beccacece seria uma boa opção, mas voltou há pouco tempo para o Defensa y Justicia.
RODOLFO RODRIGUES

Não. O que o Corinthians precisa é de um treinador que já conheça o clube e seja acessível financeiramente. Alguém que chegue já sabendo o contexto que encontrará, que não precise de tempo de adaptação.
RODRIGO COUTINHO

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Corinthians