PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Árbitro relata ofensas de Éder, Rodrigo Caetano e presidente do Atlético-MG

Jogadores do Atlético-MG questionam árbitro Wanderson Alves de Souza no clássico da final - Pedro Souza/Atlético
Jogadores do Atlético-MG questionam árbitro Wanderson Alves de Souza no clássico da final Imagem: Pedro Souza/Atlético

Do UOL, em Belo Horizonte

17/05/2021 12h10

Classificação e Jogos

A atuação de Wanderson Alves de Souza, dono do apito na primeira partida da final do Campeonato Mineiro, casou revolta na diretoria do Atlético-MG na tarde de ontem, após o duelo contra o América-MG, realizado na Arena Independência e que acabou empatado em 0 a 0. Os alvinegros, inclusive, ameaçam pedir à Federação Mineira de Futebol (FMF) que a decisão, marcada para o próximo sábado (22), no Mineirão, tenha arbitragem de outro Estado.

Na súmula do jogo, Wanderson relata ofensas proferidas pelo auxiliar Éder Aleixo, pelo diretor executivo Rodrigo Caetano e também pelo presidente Sérgio Batista Coelho. Além dos palavrões, o árbitro ouviu que estaria com a camisa do América-MG por baixo.

"Informo que após o término da partida, o Sr Éder Aleixo da diretoria do Clube Atlético Mineiro invadiu o campo de jogo veio em direção a equipe de arbitragem e proferiu os seguintes dizeres me ofendendo "Você esta de sacanagem acabar o jogo assim, você é horrível veio para avacalhar com a gente, seus filhos da puta " e o Sr Rodrigo Caetano diretor do Clube Atlético Mineiro também invadiu o campo de jogo e veio em direção a equipe de arbitragem proferindo os seguintes dizeres " Você ta de sacanagem, vocês nunca mais apitam jogo do Atlético, estão de sacanagem com a gente não é possível", precisando ser contido pelos atletas e pessoas de sua equipe. Também invadiu o campo de jogo o Sr Sergio Batista Coelho presidente do Clube Atlético Mineiro e mais algumas pessoas que o acompanhavam, vieram na direção da equipe da arbitragem e o presidente proferiu os seguintes dizeres " você está feliz? deve estar com a camisa do América por baixo, você nunca mais apita jogo do Atlético, tinha que dar mais 1 minuto, olha a sacanagem que você fez hoje, e as pessoas que o acompanhavam aplaudiam de forma irônica e proferiam os dizeres " estão de parabéns, se fosse para eles você ia deixar cobrar, tinha que dar mais tempo, tá de sacanagem é uma safadeza". Informo que quando caminhávamos para o vestiário o presidente do Atlético acima citado próximo ao vestiários continuou proferindo os dizeres a equipe de arbitragem " O vestiário de vocês é do lado de lá pode trocar de roupa lá tirar a camisa do América que esta por baixo, não é ai o vestiário é do lado de lá".

Em entrevista ao fim da partida, o lateral esquerdo Guilherme Arana foi o primeiro a questionar o trabalho de Wanderson Alves de Souza. E o jogador não poupou críticas ao desempenho do árbitro no confronto entre Coelho x Galo.

"Não estava coerente para ambas as equipes. Numa final, tem que se preparar mais. No primeiro tempo, ele parou bastante. No segundo, ele queria jogo. Sem critério. Temos que valorizar o empate, porque estávamos com um a menos. Final é assim, os dois times querendo ganhar", disse à Globo Minas.

Atlético-MG