PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santista fanático, Bruno Covas desafiou covid-19 para ver a Libertadores

Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, marcou presença no Maracanã na torcida pelo Santos - UOL
Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, marcou presença no Maracanã na torcida pelo Santos Imagem: UOL

Do UOL, em Santos (SP)

16/05/2021 10h16

A notícia da morte de Bruno Covas fez o Santos FC rapidamente se manifestar.

O ex-prefeito de São Paulo não escondia de ninguém que era torcedor fanático da equipe da cidade praiana, onde nasceu, e inclusive desafiou até a covid-19 para acompanhar o time na final da Libertadores, no início deste ano, no Maracanã. Ele, inclusive, era sócio e ex-conselheiro do time da Vila Belmiro.

"Perdemos um batalhador, um homem que lutava pela comunidade. Nos deixa muito cedo. Um santista que nos encheu de orgulho, assim como o seu avô Mário Covas. Nos solidarizamos com a dor da família e expressamos nossos mais profundos votos de pesar", disse Andres Rueda, presidente do Santos, em nota oficial. O clube decretou luto de sete dias.

No episódio da final continental, Covas estava de licença após 24 sessões de radioterapia e resolveu tirar mais três dias não remunerados para acompanhar o filho, também santista, na final do torneio mais importante do continente. Quando foi criticado pela decisão, Covas respondeu de forma categórica: "depois de tantas incertezas sobre a vida, a felicidade de levar o filho ao estádio tomou uma proporção diferente para mim."

No fim de 2019, quando foi diagnosticado com câncer na região estomacal, Covas afirmou, em entrevista à TV Globo, que queria levar novamente seu filho para ver um jogo do clube do coração dos dois. Meses depois a pandemia do novo coronavírus explodiu no Brasil e obrigou as equipes a jogarem sem público. Na época, Covas disse que ir aos jogos do Santos era o que o filho Tomás mais gostava de fazer. "E se é o que ele mais gosta de fazer, é o que eu mais gosto de fazer também", completou.

O Peixe já havia dedicado a Covas a vitória por 5 a 0 sobre o The Strongest, no último dia 4, pela Libertadores. O clube repostou a foto do prefeito com Tomás, que vestia a camisa do Santos, comemorando sua saída da UTI. "Sua impressionante força é inspiração e exemplo para todos nós", escreveu o clube nas redes sociais.

Covas sempre citou sua paixão pelo Santos em qualquer que fosse o palco. No início de 2019, o prefeito recebeu os presidentes de Corinthians, São Paulo e Palmeiras para assinar um acordo de cooperação com o programa "Tem Saída", com foco no combate à violência contra a mulher. No final de seu discurso, o político frisou: "O sucesso do programa vai se dar graças a adesão do Corinthians, do São Paulo e do Palmeiras, mas precisou de um santista para fazer isso."

Como vice do também santista João Dória, Bruno Covas foi eleito para a prefeitura da capital paulista em 2016. Os dois costumavam frequentar a Vila Belmiro juntos para jogos do time do coração.

Covas assumiu a prefeitura dois anos depois, em 2018, e foi reeleito como prefeito em 2020.

Futebol