PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Torcida do Sport pede expulsão de conselheiro após ataques a Gil do Vigor

Torcida do Sport na Ilha do Retiro - Site oficial Sport
Torcida do Sport na Ilha do Retiro Imagem: Site oficial Sport

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

15/05/2021 09h17

A torcida do Sport se manifestou após as ofensas homofóbicas do conselheiro Flavio Koury em relação ao ex-BBB Gil do Vigor. Por meio de uma plataforma, o torcedor Lucas Lima criou um abaixo-assinado pedindo a expulsão do conselheiro tanto do clube quanto do portal Diário de Pernambuco, onde é vice-presidente Jurídico. Até agora, a petição soma quase 3 mil assinaturas.

Os comentários de Koury foram denunciados pelo deputado estadual Romero Albuquerque, que se posicionou de forma contrária e também peticionou um pedido pela saída do outro conselheiro. Em manifestação nas redes sociais, o Sport garantiu estar tomando medidas à respeito.

Na última quarta-feira, Gil foi convidado pelo clube para conhecer a Ilha do Retiro. Ele posou para fotos, deu entrevista e fez a famosa coreografia "tchaki tchaki". O vídeo da visita gerou pouco mais de 1.2 milhão de visualizações nas redes sociais do clube.

"O advogado Flavio Koury, membro do Conselho Deliberativo do Sport Clube do Recife e vice-presidente Jurídico do Diário de Pernambuco, fez comentários homofóbicos inaceitáveis e por isso exigimos seu imediato afastamento dos cargos", diz trecho da descrição do abaixo-assinado.

"As posições ocupadas por ele nos garantem que ele sabe exatamente o crime que cometeu. Por isso, precisa ser afastado dos seus cargos, processado e punido. Não aceitaremos homofobia e temos certeza de que o Sport e o Diário de Pernambuco não são coniventes com isso!", escreveu o torcedor Lucas Lima na petição", continua.

Procurado pelo UOL Esporte desde a tarde desta sexta-feira, Koury não se manifestou. O espaço segue aberto.

Na manhã de hoje, um áudio com ataques homofóbicos de outro conselheiro veio a público. Renan Valeriano defendeu Koury e disse que Gil do Vigor "empobrece e envergonha a marca Sport".

Gil se manifestou ontem em suas redes sociais sobre os ataques sofridos após sua visita à Ilha do Retiro. "Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e, posso garantir, ainda machuca muito! Mas sigo firme e providências serão tomadas."