PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras aguarda resposta sobre Dudu e vê Rony se isolar como artilheiro

Rony marcou o gol da vitória sobre o Red Bull Bragantino - Cesar Greco
Rony marcou o gol da vitória sobre o Red Bull Bragantino Imagem: Cesar Greco

Guilherme Amaro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Enquanto o Palmeiras aguarda, até o fim desta noite, a resposta do Al-Duhail sobre a compra ou não dos 80% dos direitos econômicos de Dudu por 6 milhões de euros (cerca de R$ 38 milhões), Rony vem se tornando cada vez mais decisivo. Ontem, ele fez o gol da vitória por 1 a 0 em cima do Red Bull Bragantino, garantiu a classificação do Verdão à semifinal do Campeonato Paulista e se isolou como o maior artilheiro do elenco, com seis gols.

Rony ainda é o quinto maior assistente do elenco, com cinco passes para gols. Ele virou um dos protagonistas da equipe no ano passado, principalmente após o empréstimo de Dudu, e foi decisivo na campanha do título da Copa Libertadores da América, com cinco bolas na rede e oito assistências, incluindo a do gol de Breno Lopes na final diante do Santos.

O atacante foi contratado no início de 2020, quando o Palmeiras pagou R$ 28 milhões para tirá-lo do Athletico-PR. Se antes era decisivo "apenas" na Libertadores, agora também foi fundamental para a classificação à semifinal do Paulistão.

Hoje, o reserva de Rony é Wesley, que iniciou o jogo contra o Red Bull Bragantino. Caso o Al-Duhail não exerça a compra de Dudu, a concorrência no setor ficará mais acirrada. O auxiliar técnico João Martins evitou falar sobre a possível volta do atacante.

"Todo mundo conhece o Dudu, sabemos que é um excelente jogador, mas essa situação não compete a nós. Não somos nós que decidimos e vamos esperar", afirmou João Martins.

Ontem, ao ser questionado pelo ídolo Ademir da Guia sobre quando voltaria, Dudu respondeu que "já já estamos aí". O Palmeiras segue "no escuro", porque ainda não recebeu qualquer sinalização do Al-Duhail. O prazo se encerra hoje, no fim do dia.

Mesmo que o Al-Duhail não efetue o direito de compra, Dudu tem contrato até o dia 30 de junho e, em tese, precisaria cumprir tudo antes de retornar ao Brasil, o que poderia dificultar questões burocráticas com janelas internacionais de transferência.

Palmeiras