PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rodinei não pensa em fim de contrato e quer "dar a vida" pelo Inter

Rodinei, lateral do Inter, foi muito elogiado por profissionalismo no clube - Ricardo Duarte/Inter
Rodinei, lateral do Inter, foi muito elogiado por profissionalismo no clube Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/05/2021 14h20

Classificação e Jogos

Rodinei não dá bola para o fim de seu contrato. Dentro de 16 dias, a ligação ao Inter terá fim e ele precisará retornar ao Flamengo. Mas enquanto está vestindo as cores do time de Porto Alegre, promete entregar todo esforço que puder dentro de campo.

"Nunca passei por isso (fim de contrato com futuro incerto) na minha carreira. Vou ser bem sincero: isso não me preocupa em nada. O que me preocupa é defender as cores do Inter, como fiz desde meu primeiro dia e será assim até o último. O que vai acontecer, não cabe a mim falar, mas a meu empresário e as diretorias dos clubes (Inter e Flamengo). Cabe a mim dar a vida a cada jogo para fazer meu melhor e deixar o Inter na melhor situação", afirmou o lateral em entrevista coletiva.

O Internacional já tem a saída de Rodinei como fato consumado. O clube não tem condições de arcar com a cláusula de compra dos direitos dele, prevista em contrato. E o Rubro-Negro não aceita ceder um novo empréstimo sem custos.

Mas, de acordo com ele, o momento é de focar na final do Campeonato Gaúcho e no bom momento vivido em campo. Com sete assistências, ele é o líder neste quesito no elenco vermelho, e um dos principais "garçons" do futebol brasileiro na temporada. Além disso, tem aparecido na área para concluir e marcou dois gols até agora.

"Eu nunca tinha passado por isso ainda. Ficar nessa situação de não saber meu futuro. Mas eu continuo trabalhando firme e focado no Inter, desde meu primeiro dia no clube, com muita alegria e parceria dentro e fora de campo. Serei assim até o final. Ainda não falei com ninguém do Flamengo. Se meu representante falou, não sei, não é um bom momento para me passar essas coisas. Agora é me deixar com a cabeça só no Inter, e quando acabar meu contrato vamos pensar no meu futuro para continuar vivendo minha vida nessa profissão que sabemos que não é nada fácil", completou o jogador.

O Internacional encara o Grêmio neste domingo (16), às 16h (de Brasília), em jogo de ida da final do Gauchão.

"Não esperávamos perder (para o Deportivo Táchira, pela Libertadores). Mas estamos sujeitos a isso. No futebol não se vive só de alegrias. Sabemos o que estamos fazendo nos campeonatos. Se entrarmos numa situação desagradável, vamos sair dela juntos. Temos que pensar jogo a jogo, domingo será uma partida muito importante e precisamos ir atrás deste título. Depois voltamos a pensar na Libertadores", finalizou.

Internacional