PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2021

'Maracanã está apto a receber público', diz presidente da federação do Rio

Rubens Lopes, presidente da Ferj, garante que Maracanã pode voltar a receber público, com a capacidade reduzida - Divulgação/Ferj
Rubens Lopes, presidente da Ferj, garante que Maracanã pode voltar a receber público, com a capacidade reduzida Imagem: Divulgação/Ferj

Alexandre Araújo e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

14/05/2021 16h16

Classificação e Jogos

Em meio ao debate sobre a presença de público nas finais do Campeonato Carioca, Rubens Lopes, presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), esteve reunido com representantes da prefeitura do Rio, Maracanã e Flamengo para abordar o tema, e assegura que o estádio está apto a receber torcedores.

Na noite de ontem (13), Lopes conversou, virtualmente, com o secretário de saúde Daniel Soranz, o secretário de esporte Guilherme Schleder, o CEO do Maracanã Severiano Braga, e com Márcio Tannure, gerente do departamento médico do Flamengo.

Durante a conferência, foi indicado que a ideia é que o local seja utilizado com a capacidade reduzida, e que o público-alvo sejam aqueles que já foram vacinados, ou que, porventura, já tiveram covid-19 e possam mostrar exames que comprovem anticorpos. Além disso, discutiu-se a possibilidade de ampliar tal recorte, com a exigência de testes negativos.

"Posso garantir que o Maracanã, com o trabalho cuidadoso executado desde 2020, está adaptado e apto a receber o percentual de público", afirmou, ao UOL Esporte, Rubens Lopes, que completou:

"Temos todos os elementos epidemiológicos para ser concedida a liberação necessária, principalmente diante dos cuidados, protocolos e observância de todas as recomendações científicas de prevenção e cuidados adotados e preconizados pela OMS e MS, principalmente diante de inúmeras outras atividades permitidas e liberadas que compõem o atual cenário do município. O futebol do Rio de Janeiro, desde o início da pandemia, dá exemplo de responsabilidade e eficiência nos seus procedimentos de biossegurança, através do rigoroso cumprimento das diretrizes do chamado Jogo Seguro, estabelecidas por médicos, à luz da ciência, do conhecimento técnico sobre o tema e da capacidade de operacionalização de suas ações".

Em reuniões ao longo desta semana devido às decisões do Estadual e da Taça Rio, o Rubro-Negro se mostrou favorável à medida, enquanto Botafogo, Fluminense e Vasco foram contra. O confronto de amanhã, entre Fluminense e Flamengo, não contará com público, mas o clube da Gávea enviou às autoridades um protocolo para que a ação possa ser avaliada visando o segundo jogo, do qual é o mandante.

Com as negativas do Alvinegro e do Cruz-Maltino, os duelos válidos pela final da Taça Rio vão permanecer no Nilton Santos e São Januário, respectivamente, e sem torcida. O primeiro encontro entre os times será domingo. Nesta edição do Carioca, a Taça Rio foi disputada entre as equipes que ficaram da quinta à oitava colocação na primeira fase.