PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Galarza ganha 5 kg de massa muscular no Vasco: "fruto de sua disciplina"

Em 11 meses de Vasco, Galarza ganhou 5 kg de massa muscular e diminuiu o percentual de gordura para apenas 8% - Rafael Ribeiro / Vasco
Em 11 meses de Vasco, Galarza ganhou 5 kg de massa muscular e diminuiu o percentual de gordura para apenas 8% Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Quando a Vasco TV divulgou os bastidores da vitória sobre o Madureira por 2 a 1, muitos torcedores se impressionaram com o físico de Matías Galarza no vestiário, visivelmente mais forte em comparação ao garoto franzino recém-chegado do Paraguai em 2020, ainda para a equipe sub-20. De fato, o meia teve uma rápida evolução física, que lhe renderam em 11 meses de clube um ganho de 5 kg de massa muscular e uma redução no percentual de gordura para apenas 8%.

O trabalho de desenvolvimento corporal foi elaborado de maneira integrada pelo departamento de Saúde e Performance cruzmaltino, mas teve também os méritos do próprio jogador de 19 anos, a quem os profissionais o classificam como "disciplinado".

"O resultado obtido pelo Galarza é fruto de sua disciplina e dedicação ao trabalho de todo o departamento de Saúde e Performance. Além do trabalho que faz comigo na sala de força, o acompanhamento nutricional do Paulo Cavalcanti é determinante para os resultados rápidos. A recuperação realizada pelo departamento de fisioterapia também é essencial para essa resposta, tanto quanto o controle das cargas de treinamento feito pelo Comitê Científico e a fisiologia. Treino bem feito, alimentação adequada, recuperação e atitude pró-ativa do atleta são os pilares para a conquista de resultados", destacou ao UOL Esporte o preparador físico vascaíno Luiz Felipe Sinforoso, que chegou ao clube este ano.

O profissional deu detalhes sobre o trabalho que tem sido desenvolvido no setor, revelando que houve mudanças na metodologia aplicada aos atletas do Vasco.

"Em 2021 mudamos a metodologia aplicada na sala de força do Vasco da Gama e o atleta Galarza, como todos os atletas, tem tido uma excelente adesão e resposta a esse trabalho. A grande mudança no trabalho de força vem de não pensarmos mais nos músculos de forma isolada, com trabalho em máquinas. Hoje pensamos em padrões de movimento e o trabalho desenvolvido é todo integrado. Ensinamos os atletas a fazer do seu próprio corpo a sua máquina de treino", destacou Sinforoso, que é idealizador do "Rio Performance", um dos principais eventos de performance esportiva do país.

Físico de Matías Galarza nos bastidores da Vasco TV após jogo contra o Madureira chamou a atenção dos torcedores - Reprodução / Vasco TV - Reprodução / Vasco TV
Físico de Galarza nos bastidores da Vasco TV, após jogo contra Madureira, chamou a atenção dos torcedores
Imagem: Reprodução / Vasco TV

Na avaliação de Sinforoso, embora Galarza já tenha atingido um bom nível físico, há espaço para o desenvolvimento ainda maior do paraguaio, que se tornou um xodó dos torcedores neste início de temporada.

"O Galarza já conquistou resultados excelentes tanto na sua composição corporal quanto em seus indicadores de performance, mas temos certeza de que ele ainda vai se desenvolver muito por ser tão dedicado ao nosso sistema de treinamento", ressaltou.

Uma das principais características de Matías Galarza é a entrega durante os 90 minutos, onde leva ao pé da letra a famosa frase "não tem bola perdida". Ciente do estilo de jogo do meia, o departamento de Saúde e Performance tem em curso um projeto para tornar o paraguaio mais resistente, fato que diminuirá seu risco de lesões.

"A lesão é multifatorial. O que fazemos é diminuir o risco de que ela aconteça com trabalhos que priorizem a qualidade dos movimentos, o desenvolvimento de força e potência com bons padrões de movimento, e proporcionando a ele um repertório motor cada vez mais robusto, onde ele esteja preparado para diversas situações que possam acontecer no jogo", explicou o preparador físico.

Emprestado pelo Olímpia (PAR)

Matias Galarza, meio-campista do Vasco - Divulgação/Site oficial do Vasco - Divulgação/Site oficial do Vasco
Galarza quando chegou ao Vasco em junho de 2020: franzino, paraguaio passou por trabalho de fortalecimento muscular
Imagem: Divulgação/Site oficial do Vasco

Matías Galarza chegou ao Vasco em junho do ano passado após um trabalho de avaliação do departamento de análise e captação do clube no Sul-Americano sub-17. Primeiramente, ele desembarcou para a equipe sub-20 emprestado pelo Olímpia (PAR). Com uma adaptação rápida, foi campeão carioca, da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil da categoria, algo que fez o técnico do profissional, Marcelo Cabo, resolver "pinçá-lo" para esta temporada.

Na equipe de cima, o jovem não demonstrou sentir a pressão e, em pouco tempo, ganhou a vaga de titular, tornando-se um dos jogadores mais prestigiados junto ao torcedor.

Seu empréstimo vai até janeiro de 2022 com opção de compra num valor que pode chegar até US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,3 milhões) caso o Vasco decida exercê-la somente ao final do vínculo atual. Ao UOL Esporte, Galarza já declarou que quer continuar no clube.

Vasco