PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Futebol Sem Fronteiras

O jogo por trás do jogo. Com Jamil Chade e Julio Gomes


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Futebol sem Fronteiras #1: Cristiano Ronaldo está preso à Itália pelo fisco

Cristiano Ronaldo lamenta lance durante derrota da Juventus por 3 a 0 para o Milan - Valerio Pennicino/Getty Images
Cristiano Ronaldo lamenta lance durante derrota da Juventus por 3 a 0 para o Milan Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

14/05/2021 09h37

Classificação e Jogos

A Juventus, campeão italiana nas últimas nove temporadas, viu a Internazionale quebrar sua hegemonia no Campeonato Italiano e assegurar o título nacional de forma antecipada. O time de Turim está ameaçado até de ficar fora da próxima edição da Liga dos Campeões. A duas rodadas do fim do torneio, a equipe de Cristiano Ronaldo e companhia encara exatamente o rival de Milão e corre risco de sofrer outra decepção. Seria o fim da 'era CR7' na Juve? Ouça abaixo o episódio na íntegra:

No podcast Futebol sem Fronteiras #1, o colunista Julio Gomes e o correspondente Jamil Chade receberam um convidado especial para o episódio de estreia. O comentarista esportivo Silvio Lancellotti, de passagens marcantes por emissoras de TV como Globo, Bandeirantes e ESPN Brasil. O principal assunto em pauta, claro, foi futebol italiano.

Eles conversaram sobre a partida entre Internazionale e Juventus, neste sábado (15), pela penúltima rodada do Campeonato Italiano. A Juve, mandante do duelo, está em quinto lugar na competição com 72 pontos, um a menos do que o Napoli. Os quatro primeiros colocados se classificam para a Liga dos Campeões. Uma eventual eliminação não significa que Cristiano Ronaldo deixará a Juventus, na visão de Lancelotti - e o principal motivo está além das quatro linhas.

"Ele fez um acordo com o fisco italiano. Se você ficar pelo menos cinco anos na Itália tem uma bonificação no seu imposto de renda e paga uma taxa fixa. No caso dele, 100 mil euros por ano. Para um cara que ganha 30 milhões, 100 mil é nada. Se ele sai da Itália antes de 2026, perde essa bonificação e tem que pagar imposto sobre o que já recebeu. Ele está preso pelo fisco à Itália", explicou Lancellotti.

Na opinião do comentarista, a Juventus paga hoje um alto preço pela "arrogância" que tomou conta de sua diretoria após a hegemonia criada no futebol italiano. Enquanto isso, entre outros problemas citados por Lancelotti, as categorias de base da Juve foram deixadas de lado e a saída do técnico Antonio Conte também teve peso importante no processo.

"Há uma rivalidade entre as cidades e as regiões. Acho que a Inter vai jogar seríssima. O Conte saiu da Juventus brigado com o [Andrea] Agnelli [presidente da Juventus], que é o responsável direto por essa degringolada da equipe nesses últimos tempos. O grande erro da Juventus foi vibrar com esses campeonatos em sequência. Ninguém ganha nove títulos impunemente. Nesse percurso, subiu o pedantismo à cabeça da diretoria", comentou Lancelotti.

Julio, Chade e Lancelotti ainda discutiram sobre a polêmica em torno da Superliga, na qual a Juventus foi uma das protagonistas, e trouxeram detalhes dos bastidores de sua fracassada tentativa de enfrentar a Uefa.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL