PUBLICIDADE
Topo

Santos

Diniz vê 'expulsão totalmente infundada' em estreia no Santos

Fernando Diniz foi expulso em sua estreia pelo Santos na Vila Belmiro - Ivan Storti
Fernando Diniz foi expulso em sua estreia pelo Santos na Vila Belmiro Imagem: Ivan Storti

Do UOL, em São Paulo

13/05/2021 12h53

O técnico Fernando Diniz acredita que sua expulsão na estreia pelo Santos foi "totalmente infundada". O treinador recebeu cartão vermelho em meio a uma discussão generalizada na vitória contra o Boca Juniors, na última terça-feira.

O árbitro Christian Ferreyra amarelou Lucas Braga em um lance que ele não participou. Na sequência, o atacante se justificou, tentando invalidar o cartão e viu o banco de reservas do Boca apontar para Jean Mota, que já estava amarelado. Na verdade, Kaio Jorge deveria receber o cartão. Em meio à confusão, Diniz tentava fazer uma substituição. Madson também protestou pela demora para o jogo seguir. No fim das contas, o técnico foi expulso.

"Uma expulsão totalmente infundada. Já fui bem expulso outras vezes. A primeira reclamação era que eles queriam dobrar o amarelo do Jean Mota, pressionar para expulsar o Jean Mota, burlar a regra do jogo. Discutimos e tudo bem. O juiz deu amarelo. Fui defender o Santos. Aceito o primeiro cartão, mas o segundo ninguém sabe por que tomei", disse Diniz em entrevista coletiva.

Na mesma entrevista, o técnico também comentou sobre seu discurso forte antes do jogo contra o Boca. As declarações da preleção foram divulgadas em vídeo publicado pelo próprio Santos.

"Eu nem gosto muito de ser filmado, eu peço, eles acabam filmando e fizeram um trabalho excelente o pessoal da comunicação. Estão de parabéns nesse trabalho de bastidor. Não só a mim, mas do ambiente", declarou.

Por fim, Diniz elogiou Marinho e declarou que todos os times do Brasil gostariam de contar com o atacante.

"Não precisa montar [o time] para ele ser o protagonista. Ele é o protagonista porque é muito bom. É um jogador que todos os times do Brasil gostariam de ter, e o Santos tem o privilégio. A gente conta muito com ele. Foi o grande destaque do futebol brasileiro e reconhecido como o melhor da Libertadores."

Santos