PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia vence o Guabirá e assume a liderança do Grupo B na Sul-Americana

Bahia venceu o Guabirá fora de casa - Bruno Queiroz / EC Bahia
Bahia venceu o Guabirá fora de casa Imagem: Bruno Queiroz / EC Bahia

Bruno Fernandes e Josué Seixas

Colaboração para o UOL, em Maceió

13/05/2021 21h08

Classificação e Jogos

O Bahia venceu o Deportivo Guabirá (BOL), na noite desta quinta-feira (13), e assumiu a liderança do Grupo B. O jogo, válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana, aconteceu no Estádio Gilberto Parada, na Bolívia, e o único gol da partida foi marcado por Gilberto, em jogada individual aos 12 minutos do segundo tempo.

Empatado com o Independiente (ARG) com oito pontos, o Bahia tem a vantagem de ter o melhor saldo de gols até aqui. São nove gols marcados pelo Tricolor baiano e só três sofridos. O time argentino tem quatro de saldo. Na próxima terça-feira (18), às 19h15, o Esquadrão enfrentará o Independiente na Argentina. A partida definirá qual dos dois times avançará para a próxima fase da competição continental, já que somente o primeiro colocado de cada grupo garante a classificação.

Zero emoções nos 30 primeiros minutos
Guabirá e Bahia não conseguiram fazer lances de perigo durante os 30 primeiros minutos de jogo. Não houve chute de perigo ou jogada bem construída. Os passes dos dois times não se completavam e, nas poucas chances em que algum dos times entrou na grande área, as defesas atuaram com grande intensidade e impediram a continuidade dos lances.

Primeira chance surgiu aos 33
Aos 33 minutos, Rodriguinho começou a construção de uma jogada com Rossi, que já recebeu a bola e entrou na grande área em alta velocidade. Ele cruzou para o meio e a bola foi na testa de Rodriguinho, que cabeceou com muita força, mas, caprichosamente, a bola bateu no travessão. Aos 36 minutos, o Bahia chegou a abrir o placar com Gilberto, mas Rossi, que fez o cruzamento, estava impedido. Aos 40 minutos, Matheus Bahia tocou para Gilberto, dentro da área, mas o atacante não alcançou a bola.

Bahia tem mais chances no segundo tempo
O Bahia voltou do intervalo querendo mais jogo. Aos três minutos, Patrick de Lucca avançou pelo meio de campo e passou para Rossi, que chutou com força, mas o goleiro Mustafá defendeu. Aos nove, Patrick deu um novo lançamento, dessa vez para Óscar Ruiz, que estava dentro da área e chutou bem. Mustafá defendeu mais uma vez e mandou para escanteio. O gol estava se desenhando.

Gilberto faz um golaço
Aos 12 minutos, Gilberto resolveu chamar a responsabilidade no ataque do Bahia. Recebeu um bom passe no lado esquerdo do ataque e invadiu a grande área. Rabiscou para a direita, para a esquerda, iludiu o zagueiro e mandou um chute de perna esquerda, sem chances para o goleiro. Esse foi o 10º gol de Gilberto na temporada e o primeiro na Sul-Americana. Aos 15 minutos, Rossi cruzou para Juninho, que cabeceou bem, mas mandou para fora.

Guabirá avança e tem jogador expulso
Com o resultado, o Guabirá se atirou mais para o campo de ataque. Aos 25 minutos, Paredo cobrou escanteio fechado e a bola bateu em Patrick de Lucca. Os jogadores pediram pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. Dois minutos depois, Paredo recebeu bom lançamento e chutou com força, mas Matheus Teixeira fez a defesa. Por causa de reclamações, o time teve o jogador Zampiery expulso do banco de reservas. O jogo, entretanto, perdeu a emoção e não teve mais grandes chances de gol.


FICHA TÉCNICA
DEPORTIVO GUABIRÁ 0 X 1 BAHIA - 4ª RODADA DA SUL-AMERICANA
Estádio:
Estádio Gilberto Parada (BOL)
Árbitro: Juan Soto (Venezuela)
Assistentes: Jorge Urrego (Venezuela) e Franchescoly Chacon (Venezuela)
Cartões amarelos: Chore (CDG), Supayabe (CDG), Juninho Capixaba (BAH) e Matheus Teixeira (BAH).
Cartões vermelhos: Zampiery (CDG).
Gols: Gilberto (BAH), aos 12 minutos do segundo tempo (0-1).


Deportivo Guabirá: Mustafá, Supayabe, Ibáñez (Chore), Juan Mercado (Quiroga), Leaños, Amarilla, Peredo, Hoyos, Hurtado (Willian Alvarez), Pascua e Vogliotti. Técnico: Victor Andrada.

Bahia: Matheus Teixeira, Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio, Matheus Bahia (Juninho Capixaba), Patrick de Lucca, Daniel (Matheus Galdezani), Rossi, Rodriguinho, Óscar Ruiz (Thaciano) e Gilberto (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Futebol