PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Crespo vê "empate injusto" e nega influência da diretoria na escalação

Hernán Crespo durante a partida do São Paulo contra o Rentistas, pela Libertadores - Ernesto Ryan/Getty Images
Hernán Crespo durante a partida do São Paulo contra o Rentistas, pela Libertadores Imagem: Ernesto Ryan/Getty Images

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

12/05/2021 21h38

Classificação e Jogos

Hernán Crespo aponta o empate por 1 a 1 com o Rentistas (URU) como um resultado injusto. O argentino acredita que o São Paulo merecia vencer a partida na noite de hoje (12), pela quarta rodada do Grupo E da Libertadores 2021.

Em entrevista coletiva ao fim da partida, o técnico apontou o que faltou para a sua equipe sair com um resultado melhor do estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.

"Acredito que merecíamos ganhar, independentemente disso, quero parabenizar o time, a equipe, a molecada, muita gente que nasceu em Cotia. Estou muito feliz por eles. Um pouco triste, porque o time merecia ganhar. Time foi bem no segundo tempo, faltou um pouco de construção no primeiro tempo. O empate é injusto, mas independentemente disso, estou feliz pela evolução do jogo de hoje", afirmou o treinador.

Questionado se o fato de poupar os jogadores contra o Rentistas é por priorizar o Campeonato Paulista, o técnico Hernán Crespo pediu respeito aos seus comandados que estiveram em campo.

"São Paulo entrou com um time que merece respeito, profissionais que merecem respeito, que ganharam e conquistaram respeito para jogar uma partida de Copa Libertadores. Para mim, é o suficiente", disse o argentino, que descarta interferência da diretoria na escalação:

"A situação é muito clara no São Paulo. A diretoria se dedica a escolher treinadores, o treinador de escolher jogadores, e os jogadores de jogar".

Confira, abaixo, outros trechos da entrevista coletiva do treinador:

Como utilizar Shaylon: "É um grande jogador, multifuncional, pode jogar na meia direita, como volante, meia, é multifuncional, é muito importante para o grupo. Está treinando bem há três meses. Não tivemos chance de colocá-lo para jogar no Paulista, penso que pode fazer parte da lista nos próximos. É um jogador importante, com bom trato de bola. A equipe precisa deste tipo de jogadores".

Não há preferência entre Paulistão e Libertadores: "A primeira coisa é descansar, fazer um jogo na Libertadores não é fácil. Fizemos um ótimo jogo, com muitos jogadores que jogavam menos que o normal. Temos que pensar, pensar amanhã no jogo de sexta-feira, quartas de final, jogo a jogo. Com o tempo, veremos".

São Paulo