PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Bruno Alves endossa Crespo, vê São Paulo melhor e revela ajuste de técnico

Bruno Alves em treino do São Paulo - Erico Leonan / saopaulofc
Bruno Alves em treino do São Paulo Imagem: Erico Leonan / saopaulofc

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

12/05/2021 21h53

Bruno Alves endossa o discurso de Hernán Crespo e crê que o São Paulo merecia vencer a partida contra o Rentistas (URU) na noite de hoje (12). O zagueiro faz uma análise do empate por 1 a 1 e ainda revela que houve interferência do técnico durante o intervalo da partida válida pela quarta rodada do Grupo E da Libertadores 2021.

"Não atrapalhou o desempenho do São Paulo. Nos primeiros minutos, o time estava se adaptando. Depois, conseguiu impor o ritmo de jogo. Melhoramos no segundo tempo, tivemos grandes chances de sair daqui com a vitória. Fizemos um bom jogo e voltamos para a casa com a liderança", afirmou o atleta em entrevista após o compromisso.

O defensor de 30 anos destaca ainda os ajustes feitos por Crespo no intervalo da partida. Ele revela que o técnico conversou com os atletas a fim de mudar o panorama da equipe.

"Ele acertou detalhes por dificuldades na marcação. Foi feliz, a equipe foi bem, teve mais chance de gol, sofreu pouco lá atrás. Merecíamos um resultado melhor. Teve uma bola do Hernanes que poderia ter sido gol. Você vê os meninos lutando e estreando na Libertadores. Tivemos uma equipe protagonista, a gente fica feliz, mostra evolução e a força do grupo todo", completou.

Confira, abaixo, outros trechos da entrevista coletiva de Bruno Alves após o jogo da Copa Libertadores:

Condição de jogar na sexta-feira: "Acredito que, após o jogo, o São Paulo vai entrar com uma recuperação muito boa para que todos estejam à disposição do Crespo para irmos firmes e fortes contra a Ferroviária".

Dificuldades nas bolas aéreas defensivas: "A equipe vem tomando poucos gols. Se não me engano, a gente passou nove jogos sem tomar gols. São números satisfatórios, temos que evoluir por estarmos em uma competição de alto nível, mas o desempenho defensivo e o desempenho ofensivo estão indo bem".

Paulista não é maior que Libertadores: "Não, porque a gente pensa jogo a jogo. A gente veio ao Uruguai para voltar classificado, conseguimos um empate que nos trouxe a liderança de volta. Agora com o jogo acabado voltamos a ter energia para o jogo de sexta-feira".

São Paulo