PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lisca explica visita com Renato seminu no vestiário e brinca: "Me dei mal"

Do UOL, em São Paulo

11/05/2021 12h35

O técnico Lisca, do América-MG, relembrou e brincou com uma história engraçada de juventude envolvendo Renato Gaúcho, que nos anos 80 atuava como atacante do Grêmio.

Em entrevista ao canal "Pilhado", do jornalista Thiago Asmar, o treinador disse que é alvo de zoação de colegas até hoje por conta de uma visita ao vestiário do clube gaúcho - ele era, na época, era adolescente e viu o atleta seminu.

"Agora eu não posso entrar no vestiário que os caras falam! Quando eu era menino, eu ia no vestiário do Grêmio, do Inter, meus tios eram conselheiros, diretor... e um dia eu peguei o Renato do meu lado, mas o Renato estava de sunga! Só que eu falei que ele era forte para caramba, coxão... ah, prato cheio", iniciou Lisca.

"Os caras já falaram que era [manja] r..., mas não era, eu não manjo r..., graças a Deus. Não tenho preconceito nenhum com ninguém e com nada, mas não era o caso. Eu tinha uma admiração de menino para ídolo, e o Renato tinha muita força, foi isso que eu quis falar", prosseguiu o técnico do América-MG.

Lisca ainda aproveitou para exaltar a amizade que tem com o colega de profissão, que já repercutiu em 2018 o episódio de maneira bem-humorada em uma entrevista coletiva.

"Um monstro, o cara é um monstro! [Um dia] ele falou: 'Ô, Lisca, aí tu me quebra'. E eu falei 'ué, tu já saiu com mais de mil mulheres, então já serve'. Ele é uma figura, é um amigo que eu fiz. No curso da CBF a gente se aproximou muito. Foi uma brincadeira, mas faz parte, me dei mal, me quebrei!", brincou o técnico ao canal.

Futebol