PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2021

Defesa falha, e Inter leva virada do Deportivo Táchira pela Libertadores

Nonato em ação pelo Internacional contra o Deportivo Táchira pela Libertadores - Ricardo Duarte/Internacional
Nonato em ação pelo Internacional contra o Deportivo Táchira pela Libertadores Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Do UOL, em Porto Alegre

11/05/2021 21h09

Classificação e Jogos

A defesa do Inter falhou duas vezes, e um jogo que parecia encaminhado acabou em derrota. Hoje (11), o Colorado saiu na frente, mas levou a virada e perdeu por 2 a 1 para o Deportivo Táchira, no estádio Pueblo Nuevo, pela quarta rodada do grupo B da Libertadores.

Thiago Galhardo fez o gol dos brasileiros. Hernández e Cova, os da equipe venezuelana.

O resultado embola a chave. O Inter segue em primeiro, com seis pontos. Mas o Táchira agora tem a mesma pontuação. Os outros dois times do grupo, Olimpia-PAR e Always Ready-BOL, jogam quinta-feira. Os bolivianos também estão com seis e os paraguaios, com três.

O Inter volta a campo no domingo (16) para enfrentar o Grêmio no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho. O jogo será no Beira-Rio. O Deportivo Táchira encara o Deportivo de Mérida, no sábado (15), pelo Campeonato Venezuelano.

Foi bem: Marcelo Lomba salva o Inter quando dá

Marcelo Lomba fez ao menos três defesas muito complicadas, evitando gols do Deportivo Táchira. Seja com saídas ou ações fundamentais, o camisa 12 só não defendeu quando realmente foi impossível, e acabou ainda cometendo um pênalti após erro de Edenilson.

Foi mal: defesa do Inter falha duas vezes

Edenilson no fim da partida, Moisés e Zé Gabriel um pouco antes. A defesa do Inter foi protagonista nos gols do Táchira. O time vermelho, que vencia, "entregou" os três pontos aos rivais.

Saravia volta a ser titular e sofre com falta de ritmo

Uma das novidades na escalação de Miguel Ángel Ramírez, Saravia voltou a ser titular após mais de sete meses. Os reflexos do período distante do time em razão de uma grave lesão no joelho direito estiveram presentes em campo. Logo no início, o argentino errou uma série de passes na defesa e ainda aparentou dificuldades nas ações coletivas do time. Mas, entre acertos e erros, teve uma atuação regular ao todo.

O jogo do Deportivo Táchira: chances claras, mas pouca técnica

O Deportivo Táchira se mostrou um time fraco tecnicamente, mas muito aplicado. Disputou cada lance, cada palmo de gramado, com ímpeto e força gigantescos. Mas esbarrou na falta de qualidade evidente dos jogadores. Até criou uma chance clara, utilizando a linha defensiva avançada do Inter. Mas foi desperdiçada num erro de conclusão. A defesa, de baixa estatura, perdeu a maioria dos duelos pelo alto, mas tentou de todas as formas evitar o gol do Inter. No segundo tempo, após os brasileiros abrirem o placar, o time venezuelano foi para cima e gerou várias oportunidades. Teve bola na trave, forçou Lomba a fazer grandes defesas, e foi perigoso até marcar e seguiu empenhado até virar.

O jogo do Inter: domínio do jogo, mas recuo no segundo tempo

O Inter dominou o jogo e até criou boas chances de gol. No primeiro tempo, foram três oportunidades de conclusão. Equívocos no último terço do campo impediram produtividade maior. Mas a equipe de Ramírez foi dominante durante toda partida, sofreu pouco e esteve sempre próxima de marcar. As alterações propostas pelo comandante, porém, não surtiram efeito positivo. Yuri Alberto e Galhardo juntos foi a opção de melhor rendimento. Marcos Guilherme pela direita não conseguiu vitória pessoal, e Saravia ainda mostrou falta de ritmo. Nonato teve rendimento apenas regular. No segundo tempo, o Colorado marcou cedo, mas recuou muito e passou a sofrer constante ameaça. Tanto foi que levou o empate e a virada.

FICHA TÉCNICA
DEPORTIVO TÁCHIRA 2 X 1 INTERNACIONAL

Data: 11/05/2021 (terça-feira)
Local: estário Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, Venezuela
Árbitro: Wilmar Roldán
Auxiliares: Miguel Roldán e Richard Ortiz
Cartões amarelos: Gómes, Camacho, Granados, Covea, Vivas (TAC); Dourado, Saravia, Galhardo (INT)
Gols: Thiago Galhardo, do Inter, aos 6 minutos do segundo tempo; Hernández, do Deportivo Táchira, aos 31 minutos do segundo tempo; Cova, do Táchira, aos 40 minutos do segundo tempo;

Deportivo Táchira
Varela; Camacho, Vivas, Trejo e Granados; Cova, Flores, Covea (Velasco) e Góndola (Zalzman); Lucas Gómez (Angarita) e Edgar Pérez Greco (Hernández).
Técnico: Juan Tolisano.

Inter
Marcelo Lomba; Saravia (Rodinei), Zé Gabriel, Cuesta e Moisés; Dourado (Lindoso), Nonato (Praxedes) e Taison (Edenilson); Yuri Alberto, Marcos Guilherme (Mauricio) e Galhardo.
Técnico: Miguel Ángel Ramírez.