PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

No Fla, Isla fará primeiro jogo profissional por clube no Chile: 'Contente'

Isla, lateral-direito do Flamengo, vai atuar pela primeira por um clube, profissionalmente, no Chile, país natal - Reprodução Twitter
Isla, lateral-direito do Flamengo, vai atuar pela primeira por um clube, profissionalmente, no Chile, país natal Imagem: Reprodução Twitter

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

10/05/2021 17h58

O Flamengo encara o La Calera, amanhã (11), pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores, em um duelo que será especial para o lateral-direito Isla. Esta será a primeira vez que ele vai atuar por um clube profissionalmente no país natal. Cria da base do Universidad Católica, o jogador se despediu em 2007, ainda no sub-19, rumo à Itália, para defender a Udinese.

Isla chegou ao Rubro-Negro em agosto do ano passado, em substituição a Rafinha, que havia deixado a Gávea para atuar no Olympiacos, da Grécia. No currículo, tem passagens ainda por Juventus e Cagliari, da Itália, Queens Park Rangers, da Inglaterra, Marseille, da França, e Fenerbahçe, da Turquia.

"Muito contente em jogar no meu país depois de 13 anos em que joguei na Europa. Uma sensação muito boa, para mim, jogar pelo Flamengo aqui, contra o La Calera", disse, em entrevista à FlaTV.

O jogador salientou que a equipe de Rogério Ceni não terá vida fácil no confronto, lembrando o fato de o estádio Nicolás Chahuán Nazar tem grama sintética.

"Jogar em um campo sintético é muito difícil, muito diferente. A bola vai muito diferente, corre de outra maneira. O La Calera jogou no Maracanã, fez uma boa partida. Tem um elenco que joga bem, com jogadores como o Valdivia, que joga vem, atacante forte como Rivero, Vilches... Esperamos que o Flamengo possa fazer uma partida muito boa. Podemos ganhar o La Calera, fazer 12 pontos, que vão ser importantes. Vai ser difícil, mas vamos jogar para somar os três pontos", apontou.

A equipe da Gávea tem, até aqui, 100% de aproveitamento. Com nove pontos, é o líder do Grupo G, que conta ainda com Vélez Sarsfield, da Argentina, e LDU, do Equador.

Flamengo