PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Milly: "Não sei se Mancini vai dar esperança ao torcedor do Corinthians"

Do UOL, em São Paulo

07/05/2021 12h00

Classificação e Jogos

Vagner Mancini aliviou a pressão após o Corinthians se recuperar nos dois últimos jogos. O empate por 2 a 2 no clássico contra o São Paulo e a vitória fora de casa por 3 a 0 sobre o Sport Huancayo pela Copa Sul-Americana deram um respiro ao treinador, mas a situação dele ainda está longe de ser completamente tranquila.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Luiza Oliveira, Milly Lacombe, Menon e Danilo Lavieri - os comentaristas falaram sobre as mudanças promovidas pelo técnico e que fizeram o Corinthians apresentar um melhor futebol do que o visto nas partidas anteriroes.

Milly viu pontos positivos, principalmente com a entrada de garotos na equipe titular. Porém, ela acha que Mancini poderia ter sido ainda mais ousado no jogo contra o Sport Huancayo. "Gosto da ideia de colocar os garotos. Mas o Mancini foi conservador. Deu uma segurada e podia ter ido para cima. O jogo estava na mão do Corinthians. Não sei se Mancini é o cara que vai dar alguma esperança ao torcedor. A esperança está nos garotos, e não na velha guarda", comentou.

Para o jogo no Peru, Mancini deixou medalhões como Fábio Santos, Gil e Jô no banco de reservas e escalou Joâo Victor, Lucas Piton e Cauê como titulares. Além disso, o treinador manteve o esquema tático utilizado contra o São Paulo, com três zagueiros. O 3-5-2 deu mais liberdade para Piton e Fagner apoiarem o ataque.

Lavieri viu uma evolução no Corinthians, mas pregou cautela. "Não é nada pra ficar encantado, mas é o início de uma melhora. Os garotos melhoraram a produtividade do meio-campo. Com os jovens, o time mostrou uma melhora. É um princípio de evolução. Do jeito que estava, era muito ruim", analisou.

Menon também gostou de ver a entrada de jovens jogadores, mas fez algumas ressalvas. "O João Victor é muito bom, tem saída de bola. O Raúl é bom jogador, mas tem recorrido de nervosismo e violência. Precisa ser melhorado nesse aspecto. Achei bacana a entrada do Mateus Vital. A volta dele é uma boa notícia, pois ele era um dos melhores da equipe antes de se contundir. O resultado foi bom, mas foi anulado pela vitória do Peñarol contra o River Plate. Fica complicada a classificação", ressaltou.

O Peñarol lidera o grupo E da Copa Sul-Americana com 100% de aproveitamento: três vitórias em três partidas. O Corinthians está em segundo, com quatro pontos. Apenas o primeiro colocado de cada chave avança para as oitavas de final da competição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol