PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: Jogo fica mais acessível para o Fluminense por ser em campo neutro

Do UOL, em São Paulo

06/05/2021 16h28

Classificação e Jogos

O Fluminense disputa hoje, às 21h, sua terceira partida pela fase de grupos da Libertadores após dois jogos em que empatou no Maracanã com o River Plate e venceu o Independiente Santa Fe na Colômbia, mas a partida diante do Junior Barranquilla tem como fator uma viagem de última hora para Guayaquil, no Equador, local definido como sede devido às tensões políticas na Colômbia.

No UOL News Esporte, com Domitila Becker, Mauro Cezar Pereira afirma que a mudança de local da partida acaba sendo benéfica para o Fluminense, pelo fato de não precisar jogar no estádio do adversário, além de a mudança ser para um local que também não tem a altitude para dificultar, além do fato de o resultado do jogo ser importante para a definição da classificação.

"O Fluminense venceu o Independiente Santa Fe semana passada na Colômbia e agora esse jogo seria em Barranquilla, na Colômbia, e muda para Guayaquil, não tem altitude em Guayaquil, então não tem problema jogar no Equador aí como foi o Flamengo essa semana em Quito, Guayaquil está no nível do mar, eu acho que fica um jogo mais acessível para o Fluminense por ser em campo neutro, claro", diz Mauro.

"Um empate deixa o Fluminense em uma situação bem interessante, se conseguir a vitória eu diria que praticamente vai se classificar porque essa chave tem o River Plate como o mais forte candidato, então o River deve vencer os jogos dele e o Fluminense se conquistar seis pontos fora contra os outros dois adversários, dificilmente vai escapar a classificação", completa.

No caso de um bom resultado diante do Junior, Mauro Cezar aponta a possibilidade também de que o técnico Roger Machado possa contar com mais jogadores titulares para o segundo jogo da semifinal contra a Portuguesa no Campeonato Carioca.

"Uma vitória pode até dar uma tranquilidade para o Roger pensar em reforçar um pouco o time no domingo contra a Portuguesa no Campeonato Carioca. Se por acaso perder o jogo, o jogo da semana que vem pela Libertadores ganha um peso maior e aí talvez ele tenha que colocar os reservas de novo contra a Portuguesa, e foi 1 a 1 no final de semana, aí corre o risco de eliminação no Carioca", diz Mauro.

"Não é o mais importante, mas é claro que o técnico tem que tentar administrar. Uma vitória hoje dá a ele uma folga na Libertadores para de repente colocar uma carta mais pesada domingo no jogo do Maracanã", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol