PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Libertadores: Rony valida aposta do Palmeiras em tempos de mercado contido

Rony, do Palmeiras, comemora seu gol diante do Independiente Del Valle, pela Libertadores - Cesar Greco
Rony, do Palmeiras, comemora seu gol diante do Independiente Del Valle, pela Libertadores Imagem: Cesar Greco

Guilherme Amaro

Colaboração para o UOL, em São Paulo

04/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Após perder a Recopa Sul-Americana para o Defensa y Justicia no dia 14 de abril, o Palmeiras reencontra o time argentino hoje, às 21h30, pela terceira rodada do Grupo A da Copa Libertadores. Da derrota nos pênaltis em Brasília para cá, o Verdão mudou o esquema tático e passou a jogar consistentemente no 3-5-2, mas a esperança de gols segue a mesma: Rony, que vem sendo decisivo no torneio continental desde o ano passado.

O atacante marcou duas vezes na goleada por 5 a 0 sobre o Independiente del Valle, na semana passada, e foi eleito o melhor jogador da partida realizada no Allianz Parque. Na primeira rodada, diante do Universitario, ele já havia dado uma assistência na vitória por 3 a 2 no Peru.

Principal reforço de 2020, quando o Palmeiras passou a ter mais cautela no mercado da bola após anos de altos investimentos, Rony custou R$ 28 milhões. Sofreu críticas da torcida em seu início de trajetória no clube, mas se firmou como titular e foi fundamental na conquista da Libertadores, praticamente se pagando. Ele terminou a campanha como artilheiro do time, com cinco gols, ao lado de Luiz Adriano. Além disso, deu oito assistências, incluindo a do gol do título de Breno Lopes.

Com o prolongamento da pandemia, o clube segue com sua postura mais contida para contratações. Até aqui, apesar dos pedidos do técnico Abel Ferreira, só mesmo o meio-campista/zagueiro Danilo Barbosa foi contratado. A diretoria está disposta a ir ao mercado, mas sem extrapolar financeiramente. Basicamente, esperam oportunidades de mercado ou mais um tiro certeiro. Assim como foi com Rony.

Somados os dois primeiros jogos da fase de grupos desta Libertadores e a edição passada, o atacante já participou diretamente de 16 gols: marcou sete vezes e deu nove assistências. Ele atuou em 13 partidas pelo torneio e foi eleito o melhor em campo em cinco oportunidades.

Rony ainda foi o único que se salvou na perda da Recopa Sul-Americana para o Defensa y Justicia no mês passado. Ele marcou na vitória por 2 a 1 na Argentina e sofreu dois pênaltis na derrota por 2 a 1 em Brasília, um convertido por Raphael Veiga e outro desperdiçado por Gustavo Gómez já na prorrogação. O atacante anotou sua cobrança na decisão nas penalidades, mas viu o Palmeiras ser derrotado por 4 a 3.

Nesta temporada, Rony é o vice-artilheiro do Palmeiras, com três gols, um a menos do que Veiga. O atacante atuou em sete partidas, já que vem sendo poupado com os demais titulares no Campeonato Paulista.

"O Palmeiras tem um elenco muito qualificado para disputar todas as competições como foi no ano passado. Foram muitos jogos, graças a Deus fomos privilegiados com três títulos [Libertadores, Copa do Brasil e Paulistão]. Acredito que a nossa equipe sabe o que quer na competição, todo mundo sabe o que é melhor para o clube", afirmou Rony, após ganhar o troféu de craque da partida na goleada sobre o Del Valle.

"Sabemos da nossa qualidade, do nosso caráter, que nossa equipe não entra para perder. Vamos lutar em todas as competições. Está todo mundo ciente do que tem de fazer. É focar e dar o melhor quando entrar nos jogos que o resultado acontece", acrescentou.

Uma vitória nesta noite deixaria o Palmeiras em situação confortável no Grupo A da Libertadores. O Verdão soma seis pontos e lidera, enquanto o Defensa y Justicia tem quatro e ocupa o segundo lugar.

DEFENSA Y JUSTICIA X PALMEIRAS

Local: estádio Norberto Tomaghello (Argentina)
Data e hora: 4/5/2021, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Miguel Roldan (COL) e Sebastian Vela (COL)
VAR: Enrique Caceres (PAR)

DEFENSA Y JUSTICIA: Unsain, Matías Rodríguez, Breitenbruch, Juan Rodríguez, Britez e Gallardo; Tripichio e Loaiza; Rius, Bou e Hachen. Técnico: Sebastián Beccacece

PALMEIRAS: Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Danilo, Patrick de Paula, Raphael Veiga e Victor Luis; Rony e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira

Palmeiras