PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Bissoli justifica vinda ao Cruzeiro por chance e projeto: 'clube gigante'

Guilherme Bissoli, de 23 anos, chega emprestado pelo Athletico-PR até o fim de 2021 - Igor Sales/Cruzeiro
Guilherme Bissoli, de 23 anos, chega emprestado pelo Athletico-PR até o fim de 2021 Imagem: Igor Sales/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

04/05/2021 13h03

Classificação e Jogos

O atacante Guilherme Bissoli, jovem de apenas 23 anos, chega ao Cruzeiro emprestado pelo Athletico-PR e cheio de planos e sonhos. Apesar de ainda ser um garoto, o jogador, que foi apresentado oficialmente hoje (4), na Toca II, afirma que escolheu a Raposa pela grandeza do clube e pelo projeto que foi apresentado pela diretoria. Além da vontade em ajudar o clube a retornar à Série A do Campeonato Brasileiro, de onde saiu em 2019 e não conseguiu o acesso no ano passado.

"Chego com a expectativa muito grande. Vejo como uma grande oportunidade vestir a camisa do Cruzeiro, um clube gigante no futebol brasileiro. Espero dar muitas alegrias [ao torcedor], pelo que me passaram está sendo construído aqui um projeto muito bom, isso que despertou a minha vontade de vir para cá. Acredito que será um ano vitorioso e, se Deus quiser, vamos trazer muitos títulos no centenário", disse.

Bissoli fez cinco jogos nesta temporada pelo Furacão e marcou dois gols no Campeonato Paranaense, na vitória por 2 a 0 sobre o Rio Branco [no dia 25 de abril] e na derrota por 2 a 1 para o Cascavel [em 4 de abril]. De acordo com o próprio atacante, assim que sua documentação estiver regularizada e seu nome inscrito no Boletim Informativo Diário [BID], da Confederação Brasileira de Futebol [CBF], ele está pronto para jogar.

"Estou pronto, estava participando dos jogos, jogando. Se for possível jogar o mais rápido, estarei preparado, estarei à disposição com vontade, determinação. Espero o mais rápido possível jogar e ajudar o Cruzeiro", comentou.

Revelado pelo São Paulo, Bissoli deixou o clube paulista após um imbróglio. Precisou ficar um tempo fora do futebol brasileiro, quando passou pelo Fernando De La Mora, do Paraguai, sem entrar em campo, até acertar com o Athletico-PR, de onde saiu para vir ao Cruzeiro. E foi justamente essa troca que o atacante explicou, a de sair de um clube da Série A para um time que jogará a Segunda Divisão em 2021.

"Meu interesse de vir, de trocar a Série A pela Série B, foi o projeto do clube. O Cruzeiro é um clube gigante, a Série B não é o lugar dele. Pretendo fazer parte desse acesso, de recolocar o clube na elite do futebol", enfatizou.

Concorrência no ataque

A disputa por uma vaga no ataque do Cruzeiro está acirrada, inclusive com medalhões no banco de reserva, como o boliviano Marcelo Moreno, Willian Pottker, e o já rodado Felipe Augusto. Além de jovens atletas que buscam espaço como Thiago, Stênio, Airton e Bruno José. Titular no ataque, Rafael Sóbis é outro concorrente para o recém-chegado Bissoli.

"Em relação aos meus companheiros, cada um tem a sua história. Eles construíram a história vitoriosa deles. Espero aprender com eles também e ter uma disputa sadia. Se pudesse jogar todos juntos seria perfeito. Espero ajudar com com a minha juventude, vontade, determinação. E que seja tudo pelo bem do Cruzeiro", comentou com citação aos mais experientes.

"Em relação a eles [Marcelo Moreno, Rafael Sóbis], são jogadores experientes. Tenho certeza que têm muita coisa a agregar na minha carreira, na profissão. São jogadores da mesma posição que eu, então, tenho muito o que aprender com eles. No que eu puder quero ajudar o Cruzeiro dentro da minha capacidade, juventude, doar o máximo de vontade, máximo de determinação. E se Deus quiser tudo dará certo e esse ano será vitorioso para nós", pontuou.

Veja outros pontos da apresentação de Bissoli no Cruzeiro

Características em campo

"Minha característica é de atacante, jogo pelos lados, pela faixa central. Independentemente de onde jogar tenho que dar o melhor e fazer a função que o treinador pedir. Eu tenho várias referências, Ronaldo, Cristiano Ronaldo, atacantes que têm boa finalização e fazem muitos gols. Tento me espelhar e admirar esse tipo de jogador"

"Posso agregar com a juventude, vontade. Acredito ser um atacante de mobilidade, de fazer várias funções, dar certa movimentação para o ataque. O que for possível eu farei ao máximo para o bem do Cruzeiro. Minhas referências no futebol eu tenho vários, Ronaldo, Cristiano Ronaldo, Romário, são jogadores que admiro, gosto de ver lances, imagens para sempre aprender alguma coisa diferente e agregar à minha carreira"

Relacionamento com a namorada

"Meu relacionamento com ela é muito bom. Nos conhecemos ainda quando eu era jogador do São Paulo, desde lá ela me acompanha na minha carreira, tanto ela quanto minha família, apoiando em todas as decisões, nos altos e baixos. Isso vem para agregar na vida e na carreira. Tanto ela quanto à minha família ajudam em relação a tudo"

Concorrência acirrada

"São todos jogadores que construíram um certo nome, carreira vitoriosa, e eu chego agora jovem, tenho muito o que aprender. E nada melhor do que aprender com eles no dia a dia, conversas, observações e tudo o mais. Acredito que será uma disputa sadia. A questão de jogar ficará com o treinador, mas estaremos preparados, dando o máximo para o bem do Cruzeiro"

Cruzeiro