PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Barcelona tenta ajustar contas para repatriar Neymar e escapar de punição

Neymar em ação com a camisa do PSG na partida contra o Lens pelo Campeonato Francês - Gonzalo Fuentes/Reuters
Neymar em ação com a camisa do PSG na partida contra o Lens pelo Campeonato Francês Imagem: Gonzalo Fuentes/Reuters

04/05/2021 10h39

O futuro de Neymar é uma das incógnitas do mundo do futebol. Apesar de o jogador comentar que está feliz no Paris Saint-Germain, as especulações sobre sua possível volta ao Barcelona só aumentam. Entretanto, as regras do Fair Play Financeiro da UEFA podem ser um obstáculo para a equipe espanhola.

Com uma dívida de curto prazo de cerca de 730 milhões de euros (R$ 4,7 bilhões, na cotação de hoje), de acordo com o relatório do Conselho Administrativo da gestão passada do Barça, a pergunta que é feita em Paris é como o clube poderá apresentar uma oferta para Neymar e também renovar o contrato milionário de Messi sem quebrar a norma estipulada pela UEFA.

Uma opção para o clube catalão conseguir realizar essa operação 'inviável' seria a venda de jogadores para aliviar, por um lado, a sua massa salarial. Atletas como Coutinho, Pjanic ou Umtiti são os nomes mais cotados.

Além deles, o Barça precisaria conseguir vender Griezmann por uma boa quantia para ceder seu lugar ao brasileiro. Apesar disso, renovar com o Messi, o jogador mais bem pago do mundo, e recuperar Neymar é mais do que complicado até para qualquer clube com uma saúde financeira saudável.

Barcelona