PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Hulk mostra força no Atlético-MG e se destaca após acordo de paz com Cuca

Hulk volta a mostrar força dentro de campo e se firma como titular do ataque atleticano - Pedro Souza/Atlético-MG
Hulk volta a mostrar força dentro de campo e se firma como titular do ataque atleticano Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

03/05/2021 04h00

O nome de batismo é Givanildo, mas no futebol ele é muito mais conhecido por sua alcunha artística: Hulk. O camisa 7 do Atlético-MG começa a ensaiar a volta por cima para conquistar, como "um bom mineirinho", seu espaço no clube. Isso após Rodrigo Caetano intervir e ajudar a contornar os problemas com Cuca.

O atacante protagonizou polêmica ao cobrar publicamente mais minutos no time titular. Com esse entrevero que envolveu o técnico Cuca resolvido fora das quatro linhas, o desempenho também melhorou dentro de campo.

Nos dois últimos jogos do Atlético-MG, Hulk teve participação efetiva em todos os cinco gols marcados pelo time, dando assistências e balançando as redes. Na vitória por 2 a 1 sobre o América de Cali (COL), pela Libertadores, o atacante balançou as redes duas vezes. No triunfo por 3 a 0 em cima do Tombense, no jogo de ida das semifinais do Campeonato Mineiro, deu bela assistência para o gol de Hyoran, sofreu o pênalti — duvidoso — que originou o gol de Guga e ainda deixou sua marca para fechar o placar.

Com Hulk oficialmente considerado titular - não pela reclamação, mas por seu desempenho em campo -, os bons ventos voltam a soprar a favor do atacante. Na vitória em cima dos colombianos, o astro marcou dois gols em uma mesma partida pela 45ª vez na carreira.

Nos quatro anos em que jogou com a camisa do Porto (POR), Hulk fez dois gols em 15 jogos, contando jogos de Liga Portuguesa (11 vezes), Taça de Portugal (duas vezes), na Liga dos Campeões (uma vez) e na Liga Europa (uma vez). No futebol russo, pelo Zenit, mais 14 vezes marcando dois gols em uma mesma partida: oito na Liga Russa, dois na Liga dos Campeões, um na final da Copa da Rússia contra o CSKA e em três amistosos. A marca foi obtida mais 15 vezes na China, pelo Shanghai SIPG: sete na Liga Chinesa, três na Liga da Ásia e em cinco amistosos.

"Sábado passado, nesse lugarzinho aqui [na sala de imprensa do estádio Mineirão], disse que a gente tem confiança em quem nos dá o respaldo. Ele [Hulk] está nos dando o respaldo hoje? Então, acredite que ele é titular", afirmou Cuca, após a vitória atleticana em cima do Tombense.

Hulk já soma 11 jogos e tem quatro gols com a camisa do Galo. Foram nove partidas no Campeonato Mineiro e duas na Libertadores, sendo dois gols marcados em cada competição.

"Hoje, estamos muito satisfeitos com ele, porque ele se enquadra dentro do que você planeja para aquela posição. Então, as coisas acontecem ao natural: jogador aproveitando e dando respaldo ao treinador. Ele está de parabéns. Fez um belo gol [contra o Tombense], preencheu os espaços que a gente precisa. Está jogando coletivamente também bem, não só individualmente. E isso é muito importante para mim. Ele realmente está de parabéns", elogiou Cuca, mostrando que a confusão ficou no passado.

"Ele falou só o que sentia. Ele não desrespeitou ninguém. Claro que, se eu fosse repórter, iria cutucar o cara para eles falarem um monte, para eles falarem polêmica. Quanto mais polêmica, melhor para vocês. Mas, para a gente, não é. Desde que ocorra com respeito, como houve, ótimo. Joga pressão para cá, que eu ponho de volta ali. E todo mundo tem que responder. Eu respondo, jogador responde. E assim que é bom", declarou.

Segundo apurou o UOL Esporte, Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, entrou em ação imediatamente após a entrevista de Hulk dada no dia 24 de abril, quando o atacante deixou transparecer sua insatisfação. Ainda no vestiário do estádio Independência, houve uma conversa entre o diretor, o treinador e o próprio atacante. No dia seguinte, em um domingo (25), o diretor de futebol se reuniu com o camisa 7 na Cidade do Galo logo pela manhã e seguiu com o trabalho para aparar arestas.

Atlético-MG