PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Fluminense testa elenco com "reservas de luxo" na semifinal do Carioca

Ganso é um dos "reservas de luxo" do Fluminense que enfrenta a Portuguesa-RJ na semifinal do Carioca - Lucas Merçon
Ganso é um dos "reservas de luxo" do Fluminense que enfrenta a Portuguesa-RJ na semifinal do Carioca Imagem: Lucas Merçon

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

De volta à Libertadores em 2021, o Fluminense manteve a base da equipe que chegou à quinta posição do último Campeonato Brasileiro e contratou nomes conhecidos no mercado da bola. Com elenco reforçado, o Tricolor coloca seus "reservas de luxo" à prova hoje (2), no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Carioca, contra a Portuguesa, às 16h, no Luso-Brasileiro.

A crise financeira que não é novidade nas Laranjeiras fez com que o Fluminense trocasse os dias de opulência no início da década passada pela penúria de investimentos no futebol nos últimos anos.

Assim, o Tricolor, sempre com elencos reduzidos, costumava ter apostas e nomes da base como opções no banco de reservas. Nesta temporada, entretanto, o técnico Roger Machado conta com "medalhões" como Muriel, Manoel, Hudson, Cazares, Lucca, Bobadilla, Abel Hernández e Paulo Henrique Ganso fora do time titular.

Alguns deles, inclusive, têm ficado de fora até do "time B" do Flu no Campeonato Carioca. Mesmo vice-artilheiro do Tricolor em 2021, Ganso começou no banco contra o Madureira, já que Cazares, que briga com Nenê por uma vaga no time titular, iniciou a partida. Entrando no segundo tempo, entretanto, o camisa 10 fez um gol e deu uma assistência na goleada tricolor na última rodada da Taça Guanabara.

Os nomes e currículos, entretanto, não entram em campo. Por isso, Roger também procura dar chance a destaques da base, como Gabriel Teixeira, que iniciou o ano como jogador do time sub-23 e já virou uma espécie de 12º jogador do time.

Titular na reta final do Brasileirão com Marcão, Lucca virou alvo de críticas dos torcedores e perdeu espaço na equipe, como pode ser visto na vitória sobre o Independiente Santa Fe-COL, pela Libertadores, quando ele ficou de fora da lista de relacionados apesar de participar da viagem à Colômbia. Além de Gabriel Teixeira, Caio Paulista também foi utilizado no segundo tempo do heroico triunfo fora de casa.

Média de idade preocupa

Apesar do bom resultado contra o Madureira, o Fluminense entrou em campo com um time de média de idade bastante alta: 30,6 anos. Sem jovens e dentro da característica dos jogadores utilizados, o Tricolor se ressentiu de dinâmica e velocidade, ainda mais em um jogo às 11h da manhã no calor do Rio de Janeiro.

Para enfrentar o time da Portuguesa, que levou perigo justamente em contra-ataques e jogadas de velocidade na vitória por 3 a 0 sobre o Fluminense na Taça Guanabara, Roger Machado precisará solucionar o quebra-cabeças. Utilizados na segunda etapa da vitória na Libertadores, Gabriel Teixeira, Caio Paulista e Bobadilla tendem a formar o ataque tricolor no jogo, melhorando um pouco nas transições - os jovens de Xerém substituiriam, assim, Lucca e Abel Hernández.

No meio de campo, Hudson também não teve boa atuação contra o Madureira, mas a equipe carece de outras opções para substituir Martinelli. Homem de confiança do elenco, o veterano deve ser titular contra a Portuguesa apesar de ter sido cortado da lista de relacionados na Libertadores.

Expulso contra o Santa Fe, Egídio também tende a ser utilizado, já que está fora da viagem para enfrentar o Junior Barranquilla (COL). Se jogar na vaga de Danilo Barcelos, o "tio" de 34 anos puxará a média de idade para cima.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA x FLUMINENSE


Data: 02/05/2021 (domingo)
Hora: 16:00 (de Brasília)
Local: Estádio Luso-Brasileiro
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Carlos Henrique Cardoso de Souza
VAR: Bruno Arleu de Araújo

Portuguesa-RJ:
Negueti; Watson, Muniz, Pedro e Guerra; Luiz Otávio, Mauro Silva, Cafú e Chay; Jhulliam e Romarinho.

Fluminense:
Marcos Felipe, Samuel Xavier, Manoel, Matheus Ferraz e Egídio; Wellington, Hudson, Cazares e Ganso; Bobadilla (Gabriel Teixeira) e Abel Hernández.

Fluminense