PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro tem Felipe Conceição como trunfo contra velho conhecido América-MG

Técnico do Cruzeiro trabalhou no América-MG e iniciou implementação do atual estilo de jogo do rival deste domingo - Bruno Haddad/Cruzeiro
Técnico do Cruzeiro trabalhou no América-MG e iniciou implementação do atual estilo de jogo do rival deste domingo Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

02/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Cruzeiro abre hoje (2), contra o América-MG, a disputa das semifinais do Campeonato Mineiro. A Raposa recebe o Coelho no Mineirão, às 16h, e tentará inverter a vantagem que é do adversário, segundo colocado na fase de classificação, enquanto o time celeste foi o terceiro.

Jogando o favoritismo para cima do América-MG, que refuta essa condição, o Cruzeiro contará com uma "arma importante" no duelo deste domingo: o técnico Felipe Conceição. Foi o atual treinador celeste que instituiu o padrão tático utilizado atualmente pelo rival. Seu trabalho foi até elogiado pelo técnico americano Lisca, recentemente, em entrevista.

"No futebol você precisa de sequência. Treinador brasileiro praticamente só pega trabalho no meio, né? Dá sequência em trabalho dos outros. Então tu tem que dar sorte de pegar um bom trabalho, e dessa vez no América aconteceu. Anteriormente eu sempre tive dificuldade, como nas vezes de quase queda no Ceará, que eu praticamente saí lá do inferno com o time. Agora eu peguei uma sequência boa do Felipe Conceição, que deixou o time estruturado, organizado, ideia de jogo bem legal, moderna, plantel bem escolhido, jogadores que têm fome de vencer, de conquistar, jogadores de clubes menores", comentou o treinador americano.

Conceição vive o seu melhor momento no comando do Cruzeiro. Em 13 jogos na Raposa, ele soma sete vitórias, três empates e três derrotas, com aproveitamento na casa dos 61,5%. Como o próprio Conceição diz, vai "tijolinho por tijolinho" passando pelas etapas de trabalho na Toca II, passando por montagem do elenco, adaptação dos atletas ao estilo de jogo e consolidação desse modo de jogar.

"Ainda estamos em fase de construção. Desde a segunda, um bloco de seis jogos em 18 dias, nós demonstramos um padrão de jogo. E esperamos crescer. Levamos em consideração que era um jogo decisivo para levar o time às semifinais. Fizemos um bom jogo e demonstramos a força do elenco", ressaltou, após a vitória sobre o Patrocinense, que deu ao clube uma vaga nas semifinais.

Felipe Conceição diz que está em sua terceira fase de trabalho no Cruzeiro. Agora, quer firmar o modelo de jogo. Para o treinador, quanto mais jogos importantes neste momento, melhor.

"Nesta terceira fase [do trabalho], o ideal era que conseguíssemos disputar o máximo de jogos possíveis decisivos. A gente teria o de hoje [vitória sobre o Patrocinense na semana passada], os dois jogos das semifinais [contra o América-MG], que são muito importantes para a nossa evolução, lembrando sempre que o nosso objetivo principal é o acesso, é a Série B. Nós conquistamos, com méritos dentro de campo, o direito de poder realizar esses dois jogos das semifinais, e vamos buscar passar para termos o direito de jogar mais duas partidas na final e buscando um título", disse Conceição.

Cruzeiro