PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Presidente do Madureira põe fim em polêmica com Vasco: "assunto encerrado"

Vasco e Madureira se enfrentam neste sábado (1) pelo jogo de ida das semifinais da Taça Rio - DHAVID NORMANDO/ESTADÃO CONTEÚDO
Vasco e Madureira se enfrentam neste sábado (1) pelo jogo de ida das semifinais da Taça Rio Imagem: DHAVID NORMANDO/ESTADÃO CONTEÚDO

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

01/05/2021 04h00

Classificação e Jogos

Parceiro comercial do Vasco há anos e com um histórico de transações de jogadores, o Madureira estremeceu as relações com o coirmão em março quando o clube de São Januário desistiu de renovar com o zagueiro Marcelo Alves, até então emprestado pelo Tricolor suburbano. Presidente da agremiação de Conselheiro Galvão, Elias Duba - que é vascaíno - disparou de forma dura contra a atual administração cruz-Maltina, dando sinais de que a relação havia chegado ao fim.

Na ocasião, em entrevista ao 'Esporte News Mundo', Duba chegou a dizer que tinha receio do Vasco cair para a Série C sob o comando da diretoria de Jorge Salgado: "Eles estão fazendo um esforço danado para isso acontecer. Esses caras não são do meio".

Porém, o tempo passou, Marcelo Alves acertou sua transferência para o Vitória (BA) e, ao que parece, o clima se apaziguou. Procurado pelo UOL Esporte ontem (30), o presidente do Madureira pôs fim à polêmica.

"Não tenho nenhum problema com a gestão do Salgado. Eu falo com os dirigentes. Na verdade meu problema foi com os funcionários, mas é um assunto superado, não estou nem preocupado com o que venha a acontecer. O Vasco sempre foi parceiro", declarou Elias Duba.

O dirigente, então, foi questionado pela reportagem se o funcionário em questão seria Alexandre Pássaro, diretor-executivo de futebol:

"Ele [Pássaro] tinha acertado comigo [a renovação] e depois disse que o treinador não queria o atleta. É um direito deles não querer. O Marcelo Alves agora está jogando no Vitória e está tudo certo".

Na ocasião da não renovação do zagueiro, Alexandre Pássaro justificou a escolha pela pouca experiência que o defensor tinha na elite do futebol profissional.

Presidente do Madureira, Elias Duba havia ficado irritado com a desistência do Vasco em renovar com Marcelo Alves - Ferj - Ferj
Presidente do Madureira, Elias Duba havia ficado irritado com a desistência do Vasco em renovar com Marcelo Alves
Imagem: Ferj

"As pessoas podem concordar ou não, mas as decisões não são tomadas a esmo. Desde que contratamos o Marcelo Cabo, entendemos que temos três zagueiros jovens além do Marcelo Alves, mas ele só tem 13 jogos na Série A. É um ótimo menino, falei com ele ontem, mas só sete jogadores, dentro de 33 do nosso grupo, tinham um Campeonato Brasileiro inteiro no currículo. Esse é um dos motivos pelos quais a gente caiu. Falamos que ele, o Marcelo, não seria tão utilizado. Então, o empresário desejou sair. Além disso, pagando a opção de compra ao Madureira e o salário do Marcelo, eu trouxe o Ernando e sobrou dinheiro", justificou em coletiva no dia 10 de março.

Elias Duba também foi indagado se a polêmica envolvendo Marcelo Alves poderia ser um empecilho em futuras negociações entre os clubes, mas o dirigente rechaçou a hipótese.

"Isso não tem problema algum. Não é um problema que surgiu lá atrás que poderá impedir uma negociação futura", declarou o presidente do Madureira.

Além de Marcelo Alves, o Vasco também não renovou com Ygor Catatau, que chegou em São Januário junto com o zagueiro por empréstimo. O atacante é outro que foi para o Vitória.

Vasco e Madureira duelam pelas semis da Taça Rio

Com "panos quentes" na relação, Vasco e Madureira se enfrentam hoje (1), às 15h15, em Conselheiro Galvão (RJ), pelo jogo de ida das semifinais da Taça Rio, uma espécie de "torneio de consolação" entre os clubes que ficaram entre a 5ª e a 8ª colocação na fase classificatória do Campeonato Carioca.

Por ter ficado na frente do Tricolor suburbano, o Cruzmaltino tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais para garantir vaga na decisão. A partida de volta acontecerá no próximo dia 8, em São Januário (RJ).

Na outra semifinal se enfrentarão Botafogo e Nova Iguaçu.

Vasco