PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Hulk faz mais um, Atlético-MG amassa o Tombense e se aproxima da final

Hulk, do Atlético-MG, comemora seu gol ao lado do lateral Guga durante partida contra o Tombense pelo Campeonato Mineiro 2021 - FERNANDO MORENO/ESTADÃO CONTEÚDO
Hulk, do Atlético-MG, comemora seu gol ao lado do lateral Guga durante partida contra o Tombense pelo Campeonato Mineiro 2021 Imagem: FERNANDO MORENO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em Belo Horizonte

Do UOL, em Belo Horizonte

01/05/2021 18h26

Classificação e Jogos

O Atlético-MG largou bem na busca por uma vaga na decisão do Campeonato Mineiro hoje (1º) ao vencer o Tombense por 3 a 0 no jogo de ida da semifinal do estadual. Os gols do Galo foram marcados por Hyoran e Guga, de pênalti, no primeiro tempo, e Hulk, no segundo. Com o placar, a equipe preto e branca aumenta a vantagem e agora pode até perder por três gols de diferença na volta que passará à final.

Galo e Carcará voltam a se enfrentar no sábado (8), às 16h30, no Mineirão, e daí sairá o primeiro finalista da competição. Antes disso, o time de Cuca pega o Cerro Porteño (PAR) nesta terça-feira (4), às 19h15, no Gigante da Pampulha, pela terceira rodada do Grupo H da Libertadores.

O jogo

Pensando na Libertadores, Cuca escalou uma equipe mista para a primeira partida contra o Tombense. O Galo teve um início intenso, acelerou as jogadas e pressionou o adversário. Com dificuldade na saída de bola pela marcação pressão alvinegra e menos campo para jogar, o Carcará ficou acuado e sofreu bastante.

Antes da metade do primeiro tempo o Atlético-MG já tinha 2 a 0 no placar, mostrando que entrou em campo para "definir a parada" o quanto antes, até para dosar a intensidade de suas ações na segunda etapa. Na terça-feira (4) o Galo recebe no Mineirão o Cerro Porteño (PAR), pelo Grupo H da Libertadores, em partida que valerá a liderança isolada da chave.

O Atlético-MG usou mesmo o segundo tempo para controlar as ações do jogo e cadenciar a partida e garantiu a vitória importante para as pretensões de Cuca e seus comandados, que ganham mais tranquilidade para trabalhar e diminuem a pressão por resultados. O Galo ainda teve tempo de aumentar o placar com mais um gol do astro Hulk, em um chutaço de fora da área. E o goleiro Matheus Mendes, que entrou na vaga de Everson — expulso após erro infantil de Tchê Tchê —, ainda pegou um pênalti.

Boa vantagem

Como terminou a fase de classificação do Campeonato Mineiro na primeira colocação, o Galo adquiriu vantagem para as fases finais. Portanto, com a vitória por 3 a 0 em cima do Tombense, o Alvinegro pode até perder por três gols de diferença no jogo da volta que ainda assim passará à final.

Quem foi bem: Hulk

O atacante voltou a fazer um bom jogo como centroavante. Deu passes importantes - inclusive uma assistência -, chamou a marcação e deu muito trabalho para o setor defensivo do Tombense, além de deixar o dele.

Quem foi mal: Tchê Tchê

O volante mais uma vez errou em um lance de cobertura defensiva — assim como havia acontecido contra o América de Cali (COL) — e fez com que o goleiro Everson precisasse cometer uma falta dentro da área. O arqueiro alvinegro foi expulso, e o Galo ficou com um a menos. O prejuízo só não foi maior porque o goleiro Matheus Mendes, que entrou no jogo, defendeu o pênalti de Keké.

Cronologia do jogo

Aos 15 minutos do primeiro tempo, o Galo abriu o placar. O Tombense errou na saída de bola e Hulk deu belo passe para Hyoran. Livre na área, o meia limpou a jogada e ficou cara a cara com o goleiro Felipe Garcia, que não teve chance de defesa no lance: 0 a 1.

Aos 19 minutos, a arbitragem assinalou pênalti para o Atlético-MG. O árbitro viu um empurrão de Manoel nas costas de Hulk. O árbitro de vídeo (VAR) validou a marcação. Guga ficou o responsável pela cobrança.

Aos 21 minutos, o Galo ampliou o marcador em cobrança de pênalti. Guga bateu no cantinho direito do gol de Felipe Garcia: 0 a 2.

Aos 16 minutos do segundo tempo, o atacante Hulk guardou mais um e vai ampliando a boa fase após polêmica em pedido de titularidade. O camisa 7 avançou pelo meio e soltou um "tirambaço" de perna esquerda, sem chance para o goleiro do Tombense: 0 a 3.

Aos 24 minutos do segundo tempo, o volante Tchê Tchê errou na cobertura, o atacante do Tombense entrou de frente para Everson na área e foi derrubado pelo goleiro, que foi expulso. O juiz ainda marcou pênalti.

Aos 29 minutos da segunda etapa, o atacante Keké perdeu o pênalti, defendido pelo goleiro Matheus Mendes, que havia acabado de entrar. O goleiro é uma revelação das categorias de base do Galo.

FICHA TÉCNICA
TOMBENSE 0 X 3 ATLÉTICO-MG

Motivo: 1º jogo da semifinal do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e Horário: 1º de maio, às 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Wanderson Alves de Souza
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Fernanda Nandrea Gomes Antunes
VAR: Igor Junio Benevenuto
Gols: Hyoran (15' 1ºT), Guga (21' 1ºT), Hulk (16' 2ºT)
Cartão amarelo: Keké (TOM); Dodô, Allan (CAM)
Cartão vermelho: Everson (CAM)

TOMBENSE: Felipe Garcia; Deivid, Wesley, Arthur e Manoel; Rodrigo, Paulinho Dias, Pablo e Jhemerson (Jean Lucas); Rubens (Pedrão) e Keké (Matheus Paquetá). Técnico: Rafael Guanaes.

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Alonso, Réver e Dodô; Allan (Alan Franco), Tchê Tchê e Nathan (Matheus Mendes); Hyoran (Tardelli), Savarino (Igor Rabello) e Hulk (Sasha). Técnico: Cuca

Atlético-MG