PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Empresa ligada a jogador da base cobra R$ 187,5 mil do Corinthians em ação

Juan David Torres, 18 anos, foi contratado inicialmente para a categoria sub-20 - Divulgação
Juan David Torres, 18 anos, foi contratado inicialmente para a categoria sub-20 Imagem: Divulgação

Thiago Braga, Ricardo Perrone e Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

29/04/2021 04h00

Contratado em 2019 para integrar as categorias de base do Corinthians, o meia Juan David Torres, de 20 anos, pode dar uma boa dor de cabeça para o Timão. Isso porque a empresa EBDX Consultoria Desportiva, com a qual Juan licenciou o uso de sua imagem, entrou com uma ação cobrando R$ 187,5 mil do clube. O valor seria referente a vencimentos dos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro de 2019.

A defesa da EBDX diz que tentou uma solução amigável com o Corinthians, mas que o acordo não foi possível, citando promessas de pagamento não cumpridas.

"Alegando crise financeira, o executado (Corinthians) sempre avisou o exequente (EBDX), próximo às datas de vencimentos, que não poderia honrar com os compromissos assumidos e que consequentemente não precisaria sequer emitir a Nota Fiscal, do contrário acabaria tendo que arcar com os impostos. No dia 1º de outubro de 2020, o executado entrou em contato com o exequente para que emitisse a Nota Fiscal do valor total de R$ 187.500,00, uma vez que o clube estava com dinheiro em caixa e havia programado o pagamento para o dia 10 de outubro de 2020. Contudo, o executado não honrou novamente com o compromisso, restando inadimplente", argumentou a defesa da EBDX na ação.

email - Reprodução - Reprodução
Processo EBDX x Corinthians - Juan David
Imagem: Reprodução

Nos documentos, a defesa apresentou uma troca de e-mails entre Roberto Gavioli, gerente financeiro do Corinthians, e Eduardo Boudaye, um dos donos da EBDX, na qual além dos R$ 187,5 mil, Juan aparece como beneficiário de uma parcela única de US$ 200 mil. A cotação do dólar usada para o pagamento dessa parcela foi de R$ 5,60, o que dá R$ 1,176 milhão.

Nascido em Barranquilla, na Colômbia, Juan David Torres é um meia habilidoso, técnico e de boa precisão nas bolas paradas. O jogador já passou pelo Banfield, da Argentina, e tem contrato com o Corinthians até julho desta temporada.

Embora seja considerado um jovem de muito talento, apelidado de 'Niño Maravilla' em seu país natal, Juan tem dificuldade em se manter entre os titulares e apresentar regularidade em uma mesma temporada. O colombiano pouco atuou na base do Timão.

Na mesma planilha apesentada à Justiça pela EBDX aparecem os nomes "Mauro" e "José Rafael". Não aparecem sobrenomes. Mauro é o primeiro nome do atacante Boselli, que deixou o Timão neste ano. A planilha mostra Mauro como beneficiário de três parcelas de US$ 227,5 mil (ou R$ 1,274 milhão cada), totalizando R$ 3,8 milhões em direitos de imagem que devem ser pagos ao centroavante argentino. Uma nota fiscal no nome do jogador argentino foi anexada ao processo, deixando claro se tratar do ex-camisa 17 corintiano.

NF - Reprodução/Arquivo Pessoal - Reprodução/Arquivo Pessoal
Notas caso EBDX x Corinthians - caso Juan David Torres
Imagem: Reprodução/Arquivo Pessoal

"José Rafael" pode se referir a José Rafael Iribarren, agente de Mauro Boselli. Na planilha, ele tem direito a receber duas parcelas também de U$S 227,5 mil (R$ 1,274 milhão cada), totalizando R$ 2,5 milhões.

Procurado, o Corinthians disse, por meio de seu departamento de comunicação, que o clube ainda não foi citado em relação à ação. Afirmou também que "os dois contratos (de Juan e Boselli) não se relacionam. As demais perguntas, não podemos comentar antes da citação".

A EBDX pede para que a Justiça expeça mandado obrigando o Corinthians a pagar a quantia de R$ 187,5 mil em três dias, a contar da data que o clube for citado.

No caso da não realização do pagamento, a defesa da EBDX pede que a Justiça penhore as contas alvinegras para recolher os R$ 187,5 mil que acredita ter direito.

Fontes ouvidas pelo UOL e ligadas ao departamento das categorias de base do Corinthians durante a última gestão disseram à reportagem que a contratação de Juan David Torres foi sugerida pelo ex-presidente do clube Andrés Sanchez. A reportagem telefonou para o ex-presidente e mandou mensagem, mas não foi atendida. Assim que ele responder, esse texto será atualizado com seu posicionamento.

Procurada, a defesa da EBDX afirmou apenas que "foi feito o contrato de imagem e não foi pago", e não respondeu mais os questionamentos da reportagem.

Futebol