PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2021

Inter atropela o Deportivo Táchira e se recupera na Libertadores

Cuesta comemora um dos gols do Inter contra o Deportivo Táchira, pela Libertadores - Getty Images
Cuesta comemora um dos gols do Inter contra o Deportivo Táchira, pela Libertadores Imagem: Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

27/04/2021 23h24

Classificação e Jogos

O Internacional resolveu o jogo no primeiro tempo e se recuperou na Libertadores. Hoje (27), o Colorado fez 4 a 0 no Deportivo Táchira-VEN, gols de Galhardo, Patrick, Yuri Alberto e Cuesta. O duelo, pela segunda rodada do grupo B da competição continental, marcou recuperação após a derrota na estreia.

O resultado —que aconteceu mesmo com a expulsão de Palacios no início do segundo tempo— coloca o time brasileiro em primeiro na classificação, com três pontos. O Deportivo Táchira, também com três, cai para terceiro. Olimpia-PAR e Always Ready-BOL se enfrentam amanhã (28).

Pela Libertadores, a terceira rodada da chave está marcada para quarta-feira (5). O Inter recebe o Olimpia, no Beira-Rio. O Táchira visita o Always Ready, na Bolívia. Antes disso, o Colorado joga pela semifinal do Gauchão, domingo, em Bento Gonçalves, contra o Juventude.

Foi bem: artilheiro, Galhardo marca de novo

Thiago Galhardo reassumiu a titularidade do Inter. E tem justificado a preferência de Miguel Ángel Ramírez. Em campo, fez a jogada do gol de Patrick e ainda marcou o seu logo em seguida.

Foi mal: Palacios é expulso no segundo tempo

Carlos Palacios foi expulso no começo do segundo tempo. Já tinha cartão amarelo e cometeu uma falta quase dentro da área — que seria pênalti. Levou o vermelho e prejudicou a atuação do Inter.

Patrick marca e usa máscara do Pantera Negra

Patrick desencantou. Depois de oscilar e até conviver com a reserva, o Pantera Negra teve a melhor atuação da temporada. Repleto de vitórias pessoais com dribles, ele levou sorte ao receber a sobra de uma tentativa de Mauricio e colocar na rede. Na comemoração, buscou a máscara do personagem do Universo Marvel e celebrou no seu estilo. Acabou recebendo um cartão amarelo por isso.

Taison não estreou

Não foi dessa vez que Taison estreou pelo Inter. O camisa 10 permaneceu no banco de reservas durante toda partida, apesar de ter sido relacionado.

O jogo do Inter: Modelo consolidado e atuação segura

A cada partida, o Inter tem se mostrado mais dentro do modelo de jogo de Miguel Ángel Ramírez. Exceto quando sofreu com a altitude de La Paz, o Colorado vive evolução evidente. E novamente traços das preferências do treinador desfilaram pelo gramado do Beira-Rio. A saída de jogo curta e apoiada, a construção com superioridade numérica, um time ofensivo e buscando o gol o tempo inteiro. O Inter foi muito forte coletivamente e não tardou a marcar os gols que construíram o resultado, contando ainda bom boas atuações individuais, como Rodinei, Galhardo, Cuesta e Patrick.

O jogo do Deportivo Táchira: venezuelanos sofrem em Porto Alegre

O Deportivo Táchira pretendia se defender, mas não conseguiu. Controlado desde o início do jogo, o time venezuelano contou com falhas do goleiro e dos zagueiros em bolas aéreas, da linha defensiva em lançamentos, e quando tentou atacar deu ainda mais espaços. Os raros avanços ao ataque pararam, principalmente, em falhas técnicas dos jogadores. Mesmo com um jogador a mais durante quase um tempo inteiro, não conseguiu ser superior.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 4 X 0 DEPORTIVO TÁCHIRA

Data: 27/04/2021 (Terça-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Andrés Matonte
Auxiliares: Horacio Ferreiro e Augustin Berisso
Cartões amarelos: Patrick, Galhardo, Palacios (INT); Camacho, Covea, Góndola (TAC)
Cartões vermelhos: PalacIos (INT)
Gols: Cuesta, do Inter, aos 20 minutos do primeiro tempo; Patrick, do Inter, aos 24 minutos do primeiro tempo; Thiago Galhardo, do Inter, aos 43 minutos do primeiro tempo; Yuri Alberto, do Inter, aos 29 minutos do segundo tempo;

Inter
Marcelo Lomba; Rodinei (Heitor), Zé Gabriel (Pedro Henrique), Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson (Nonato) e Mauricio; Palacios, Patrick (Marcos Guilherme) e Galhardo (Yuri Alberto).
Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Deportivo Táchira
Varela; Camacho, Trejo, Vivas e Granados; Cova, Flores (Marlon Fernández) e Nelson Hernández (Velasco); Lucas Gómez (Angarita), Góndola (Chacón) e Edgar Pérez (Covea).
Técnico: Juan Tolisano.