PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Liverpool não ajuda, mas Thiago Alcântara mostra evolução: o que mudou?

Thiago Alcântara, do Liverpool, divide com Matt Ritchie, do Newcastle, durante jogo do Campeonato Inglês - Paul Ellis/AFP
Thiago Alcântara, do Liverpool, divide com Matt Ritchie, do Newcastle, durante jogo do Campeonato Inglês Imagem: Paul Ellis/AFP

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

24/04/2021 12h00

Classificação e Jogos

O Liverpool sofreu empate do Newcastle em 1 a 1 aos 51 minutos do segundo tempo e perdeu a chance de somar três pontos que permitiriam entrar na zona de classificação do Campeonato Inglês para a próxima edição da Liga dos Campeões. Nas redes sociais, torcedores apontaram uma razão para a queda de rendimento do time de Jurgen Klopp: a substituição de Thiago Alcântara aos 32 minutos do segundo tempo.

O jogador da seleção espanhola, que tem cidadania brasileira, foi um dos destaques do time em campo, assim como aconteceu no empate com o Leeds do começo da semana. Isso significa que ele tem mostrado evolução nas últimas apresentações e começa a superar as críticas recebidas desde o início de sua passagem pelo Liverpool, há apenas sete meses.

Thiago Alcântara tem 25 jogos na temporada 2020/2021 e ainda não contribuiu com gols e assistências para a equipe já desclassificada de todas as competições eliminatórias, o que naturalmente gera desconfiança tendo em vista o investimento de 30 milhões de euros (R$ 191 milhões, na cotação da época) na última janela de transferências.

No entanto, ele parece aos poucos retomar a qualidade de jogo que gerou o investimento milionário. Contra o Newcastle, foi destaque nas estatísticas com base em um novo posicionamento em campo.

Klopp decidiu escalar juntos os quatro jogadores ofensivos mais importantes do time, Diogo Jota, Roberto Firmino, Salah e Mané. O esquema tático do Liverpool com a bola variou entre 4-2-3-1 e 4-2-4, sendo que Thiago Alcântara ficou nessa linha fixa de dois ao lado de Wijnaldum, mas com mais liberdade do que o companheiro para avançar ao campo de ataque.

O camisa 6 participou de coberturas defensivas, mas teve espaço para trocar passes com frequência com Diogo Jota e Firmino, que buscavam se apresentar entre as linhas de marcação do Newcastle, principalmente no primeiro tempo que o Liverpool dominou. Várias chances foram criadas assim, até porque o passe de Thiago Alcântara é qualificado — segundo a plataforma "Sofascore", ele teve acerto de 91% no quesito.

No 4-3-3 mais habitual do Liverpool, Thiago sofre mais porque joga como interior, tendo que cobrir mais espaços do campo, inclusive defensivos. Jogando ao lado de Wijnaldum e tendo mais a bola no pé ele tem mais chances de desequilibrar uma partida.

Contra o Newcastle, foram duas chances de gol criadas, três acertos em bolas longas e sete de 11 duelos pessoais contra a marcação vencidos, além de cinco desarmes para mostrar que também tem funções de volante. A estatística negativa nesta partida foram as 11 perdas de posse de bola, o que indica uma facilidade para o adversário marcá-lo e desarmá-lo.

O Liverpool volta a jogar no próximo domingo (2), quando visita o Manchester United em Old Trafford pela 34ª rodada do Campeonato Inglês. Thiago Alcântara e seus companheiros seguem a batalha para disputarem a Liga dos Campeões, e não a Liga Europa, em 2021/2022.

Futebol Muleke: Bruninho, do CL, monta o seu time dos sonhos

Futebol