PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Gols, jogos e média incrível: Fred quebra recordes em 2ª passagem no Flu

Fred marcou seu 183º gol pelo Fluminense e mira recordes individuais em segunda passagem pelo clube - Lucas Mercon/Fluminense FC
Fred marcou seu 183º gol pelo Fluminense e mira recordes individuais em segunda passagem pelo clube Imagem: Lucas Mercon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/04/2021 04h00

Classificação e Jogos

A torcida do Fluminense esperou 1.451 dias para o retorno de Fred, e o ídolo mira a retribuição em outros números. Ainda que deixe os objetivos individuais em segundo plano, o camisa 9 se prepara para quebrar muitos recordes em sua segunda passagem.

A começar pelos gols, claro, razão de ser do centroavante e motivo da idolatria incontestável dos tricolores, o atacante de 37 anos está bem perto de quebrar o primeiro após alcançar a marca de 400 gols na carreira. Na próxima vez que balançar as redes, Fred igualará Orlando Pingo de Ouro como segundo maior artilheiro da história do clube, com 184 bolas na rede.

Artilheiro em jogos oficiais, já que Waldo, líder inalcançável com 319 gols marcados pelo Flu, atuou em tempos de muitos amistosos, o camisa 9 certamente se aposentará com a camisa do Tricolor como segundo da lista em números totais. Embora não se preocupe, hoje, com recordes, a marca de 200 gols é cobiçada por todos no clube, desde o jogador até o departamento de marketing.

Fred marcou 183º gol pelo Fluminense contra o River Plate, pela Libertadores - Lucas Merçon/Fluminense FC - Lucas Merçon/Fluminense FC
Fred marcou 183º gol pelo Fluminense contra o River Plate, pela Libertadores
Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Para chegar até lá, Fred encurtaria o caminho mantendo suas absurdas médias. Aos 37 anos, o camisa 9 tem seis gols em seis jogos em 2021, temporada em que admite se cuidar como nunca e orar, seguindo sua religiosa mudança de vida, para conquistar um título importante em sua volta ao clube.

"Essas marcas pessoais dão uma motivada, mas não penso tanto nisso. Fico pensando em título da Taça Guanabara, em classificar na Libertadores, hoje não penso mais tanto em marcas individuais. Se eu der um passe para o Kayky, se a gente vencer, se ajudar o Fluminense, o Roger, fico mais feliz. Estou em um desespero de vencer um grande título com o Fluminense nessa segunda passagem para poder desfrutar do fim da minha carreira. Peço todos os dias a Deus que nos capacite para que a gente alcance esses objetivos", declarou, em coletiva recente.

Se a de gols por jogo já é alta, com 0,57, ou seja, maior do que um gol a cada dois jogos, a de participações diretas em bolas na rede é ainda mais assustadora. Em 322 jogos pelo Fluminense, o artilheiro ainda deu 55 assistências além dos 184 gols. Na soma, o jogador tem 0,75 de médias de participação em gols por jogo, ou seja, dá um passe para gol ou balança as redes três vezes a cada quatro jogos.

Fred já é o maior artilheiro do Flu na Libertadores, com 9, na Copa Sul-Americana, com 5, na Copa do Brasil, com 17 e no no Campeonato Brasileiro, com 96 gols. O camisa 9 detém a melhor marca dos pontos corridos (desde 2003), com 152 — também balançou as redes por Cruzeiro e Atlético-MG — gols, e deve chegar à vice-liderança já em 2021. Se "pegar" mais duas vezes, ele ultrapassa Edmundo (153) e Romário (154), ficando atrás apenas de Roberto Dinamite (190).

Maior goleador dos pontos corridos, Fred marcou 96 de seus 152 gols no Brasileirão pelo Fluminense - Lucas Merçon/Fluminense FC - Lucas Merçon/Fluminense FC
Maior goleador dos pontos corridos, Fred marcou 96 de seus 152 gols no Brasileirão pelo Fluminense
Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

No Campeonato Carioca, é o 13º da lista, com 56 bolas na rede. No Estadual, em uma conta realista, o centroavante ultrapassaria, em 2022, Telê, que marcou 67 vezes pelo Tricolor, seu time do coração, contra adversários do Rio de Janeiro.

Após o gol sobre o River Plate na estreia da Libertadores, jogador é o quinto maior goleador brasileiro na história da competição continental, com 19 gols. O camisa 9 do Fluminense está atrás de Luizão, que marcou 29 vezes, além de Palhinha (25), Célio (22) e Jairzinho (21). Como nenhum deles está em atividade, a liderança ainda pode ser alcançada. Basta que a música "O Fred vai te pegar!" seja cantada mais 10 vezes.

Outros recordes à vista

Além disso, com contrato até 21 de julho de 2022, data do aniversário de 120 anos do clube das Laranjeiras, o atacante mira o top 15 de jogadores que mais entraram em campo com a camisa tricolor. Para isso, precisará fazer mais 57 jogos e ultrapassar o também atacante Lula, que disputou 378 partidas pelo Flu. Isso não deve ser problema se conseguir se manter saudável.

Caso também esteja de olho em um número "redondo" e mire as 400 partidas pelo clube, Fred se aposentaria no top 10, desbancando justamente Waldo, o maior artilheiro da história, que disputou 399 jogos pelo Tricolor. Enquanto se prepara para quebrar recordes, o atacante observa o passado com respeito e admiração de quem não sente estar escrevendo páginas de uma linda história que para muitos, o alça ao posto de maior ídolo da história do Fluminense.

"Eu não acompanhei a carreira do Orlando, mas o carinho que a torcida fala dele, do Waldo e de outros ídolos do clube é incrível. O Dhaniel [Cohen], que é o nosso historiador, sempre nos conta essas histórias. O carinho principalmente com os mais antigos, ele tem prazer de nos contar essas histórias. A gente conhece pouco mas se sente familiarizado. Temos ações com familiares, filhos de ex-atletas, que a gente troca mensagens, conversa, e todos se emocionam de receber esse carinho. Queria mandar um beijo para a família do Orlando Pingo de Ouro".

Fluminense