PUBLICIDADE
Topo

Arsenal

CEO do Spotify se candidata a comprador do Arsenal: 'Sempre torci'

Torcedores do Arsenal protestaram no Emirates Stadium - HENRY NICHOLLS/REUTERS
Torcedores do Arsenal protestaram no Emirates Stadium Imagem: HENRY NICHOLLS/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

23/04/2021 19h01

Os problemas do Arsenal não acabaram com o fim da Superliga, e um torcedor fanático se candidatou a comprador do clube caso a Kroenke Sports and Entertainment, que administra o clube, esteja disposta a vendê-lo. Trata-se de ninguém menos que Daniel Ek, cofundador e CEO do Spotify, o streaming de música mais popular do mundo.

"Durante minha infância, desde que me conheço por gente, sempre torci para o Arsenal. Se a KSE quiser vendê-lo, ficarei feliz em me candidatar", escreveu o empresário no Twitter.

Ek se manifestou após o protesto organizado em frente ao Emirates Stadium antes da partida contra o Everton. Os torcedores dos Gunners estão descontentes com a gestão de Stan Kroenke à frente do clube, que ocupa apenas a 9ª colocação no Inglês, e foi uma das 12 fundadoras da Superliga.

Anunciado no domingo (18), o torneio ruiu na terça-feira, após protestos de torcedores, jogadores, ex-jogadores, clubes e personalidades do futebol, além da pressão de entidades oficiais, como UEFA e FIFA. Os clubes ingleses foram os primeiros a anunciar que estavam desistindo do projeto, e foram seguidos por Milan e Inter de Milão.

Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, insiste sobre a necessidade da criação de uma competição que auxilie financeiramente os clubes. Para o cartola, o futebol corre o risco de acabar dadas as perdas após a pandemia, e já perdeu o interesse do público jovem em todo o mundo.

Arsenal