PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sob olhar de Tiago Nunes, Grêmio vence na estreia na Sul-Americana

Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

22/04/2021 21h10

Classificação e Jogos

Tiago Nunes chegou a Porto Alegre e foi direto à Arena do Grêmio, acompanhar a estreia do Grêmio na Copa Sul-Americana. O novo treinador do clube gaúcho assistiu a uma vitória típica do time gremista que ele assume para mudar. Hoje (22), Diego Souza e Paulo Miranda garantiram placar de 2 a 1 diante do La Equidad, da Colômbia. Rodrigues ainda foi expulso e, quase nos acréscimos, Omar Andrade descontou e pouco depois também levou cartão vermelho.

Os gols do Grêmio nasceram em bolas aéreas, com grande participação de Diego Souza. Tal como acontecia nos tempos de Renato Portaluppi.

O Grêmio volta a campo pela Sul-Americana na quinta-feira da próxima semana (29), contra o Lanús-ARG, na Argentina. O jogo reedita a final da Libertadores de 2017. No sábado, o time gaúcho visita o Ypiranga-RS na última rodada da fase de classificação do Gauchão.

Quem decidiu: Diego Souza

O centroavante fez o oitavo gol em sete jogos na atual temporada. O cabeceio à queima-roupa concluiu jogada de Ferreira, que lembrou Everton Cebolinha, e garantiu a vitória em um jogo onde o Grêmio até criou bastante e não foi efetivo. O camisa 29 também participou do segundo gol.

Quem decepcionou: Rodrigues

Zagueiro acertou um tapa no estômago do adversário, no segundo tempo, e levou amarelo. Mas o auxiliar denunciou o lance ao árbitro, e o cartão virou vermelho.

Alisson se lesiona, sai cedo e chora

Ainda no primeiro tempo, Correa deu entrada dura em Alisson. No primeiro lance do jogador da equipe colombiana em campo. O camisa 23 do Grêmio não aguentou, precisou sair. E foi flagrado chorando de dor fora de campo.

Grêmio domina, oscila... repete roteiro

O Grêmio teve a bola, mas criou pouco. Foram só quatro finalizações durante o primeiro tempo e o gol demorou para sair. A boa notícia, até o intervalo, foi a fragilidade ofensiva do adversário. Sem sofrer na defesa, o time gaúcho pôde tomar conta da intermediária. Faltou criatividade para transformar todo volume em vantagem ainda maior no placar.

Depois do intervalo, o Grêmio parou. Assistiu ao adversário avançar e só conseguiu assustar em lances isolados. A expulsão de Rodrigues foi superada rapidamente, porém, com o gol de Paulo Miranda após assistência de Diego Souza. Mas no final do confronto ainda houve erro defensivo.

La Equidad abusa de faltas duras e assusta no fim

Depois de não dar um chute na etapa inicial, o time colombiano entrou no jogo. A bola longa para Herazo criou problemas. O centroavante fez pivô, finalizou e viu Rodrigues salvar em cima da linha. E por alguns minutos, fez La Equidad sonhar com algo melhor. O sonho virou realidade com Omar Duarte, que concluiu após linha de passe dentro da área.

O que foi contínuo no desempenho do time colombiano foi a postura nas divididas. Nos dois tempos, os jogadores de La Equidad abusaram da força e de entradas duras. Duarte foi expulso nos acréscimos, mas pelo menos mais um poderia ter levado cartão vermelho.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 1 LA EQUIDAD-COL

Data e hora: 22/04/2021 (quinta-feira), às 19h15 (horário de Brasília)
ocal: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Eber Aquino (PAR)
Auxiliares: Milciades Salvidar (PAR) e Luis Onieva (PAR)
Cartões amarelos: Ruan, Ferreira (GRE); Herazo, Correa (EQU)
Cartão vermelho: Rodrigues (GRE); Omar Duarte (EQU)
Gols: Diego Souza, aos 37 minutos do primeiro tempo; Paulo Miranda, aos 32 minutos do segundo tempo (GRE); Omar Duarte, aos 45 minutos do segundo tempo (EQU)

GRÊMIO: Brenno; Rafinha, Ruan, Rodrigues e Bruno Cortez; Thiago Santos (Victor Bobsin), Matheus Henrique, Alisson (Léo Pereira), Jean Pyerre (Paulo Miranda) e Ferreira (Léo Chu); Diego Souza (Lucas Silva)
Técnico: Thiago Gomes (interino)

LA EQUIDAD: Bonilla; Walmer Pacheco, John García, Mena e Torralvo; Pablo Lima, Stalin Mota (Andres Correa (Camacho)), Daniel Mantilla e Juan Mahecha; Larry Angulo (Zapata) e Diego Herazo (Duarte)
Técnico: Alexis García

Futebol